Cultura

Academia de Letras aposta em desafios

O presidente da Academia Angolana de Letras, Boaventura Cardoso, felicitou  os  novos membros, salientando que, por terem conseguido preencher os requisitos determinados no regulamento da organização, espera deles a competência  e  a capacidade para assumirem os grandes desafios.

Fotografia: Edições Novembro

Boaventura Cardoso, que falava à imprensa à margen da cerimónia de tomada de posse de novos membros,  disse que oportunamente e de acordo com as condições concretas e disponíveis vão ser promovidos, no país e no estrangeiro, actos de admissão de membros correspondentes de várias nacionalidades.
Considerou os novos membros de reputados e competentes investigadores  destacados  no estudo, promoção e divulgação da literatura angolana e das ciências sociais e humanas aplicadas à realidade nacional, em universidades e centros de investigação. O escritor disse ainda que a  instituição se assume como um espaço essencial  de  liberdade e de responsabilidade cultural e social dos escritores e dos cientistas sociais angolanos.
Boaventura Cardoso reiterou os propósitos da organização e o rumo então traçado, segundo o qual os escritores e investigadores sociais angolanos reunidos em torno da Academia Angolana de Letras assumem e renovam o compromisso secular de trabalhar para a dignificação das línguas nacionais e da literatura, entre outros, honrando o génio criador e incentivo do cidadão nacional.

Tempo

Multimédia