Agostinho Neto na voz de outros

Arcângela Rodrigues e Carla Bumba |
26 de Maio, 2016

“Angolanos falam de Agostinho Neto” é o título do primeiro DVD sobre o primeiro Presidente de Angola, apresentado ontem em Luanda pela Fundação António Agostinho Neto, onde constam depoimentos de camaradas e companheiros na Luta de Libertação Nacional contra o colonialismo português.

O comandante Júlio de Almeida “Juju”, que fez a apresentação da obra, explicou que o projecto teve início em 2009 e foram recolhidos até o ano passado mais de 80 testemunhos, que são exibidos em vários volumes.   
O primeiro volume conta com 13 depoimentos, em que os entrevistados destacam a figura do Presidente Neto, descrevendo os seus feitos durante a crise de 1963, face às divisões no seio do MPLA, e os momentos que antecederam a Independência Nacional.
“Quando os angolanos falam de Agostinho Neto, falam da história de Angola. É que a vida de Neto se confunde com e é inseparável da história nacional”, disse Júlio de Almeida, sublinhando que os acontecimentos que se verificaram desde a década de 40 do século passado até ao ano de 1979 levam a marca do Kilamba, tal como também era tratado Agostinho Neto.
“Arrisco-me a afirmar que esses acontecimentos não poderiam ter tido a mesma essência e características não fosse a acção firme, persistente, esclarecedora e formadora do líder que foi o camarada Agostinho Neto”, disse.
No DVD é possível notar que os testemunhos contidos no primeiro volume são manifestações de vivências, mas também das diferentes personalidades de quem as emite, não sendo, por isso, uniformes os depoimentos nele contidos. Júlio de Almeida justifica que tal se verifica porque alguns dos entrevistados são pessoas habituadas a exprimirem-se publicamente, apresentando um pensamento bem estruturado, seguindo linhas e orientações daquilo que pretendem mostrar ou demonstrar. Outros, acrescentou, falam com o coração, podendo saltar de um tema para outro situado mais tarde, avançar e recuar, misturando acontecimentos que acabam por pintar um quadro que ressalta a vida, a obra, a mestria e a liderança de Neto.
“Uma das constantes ressaltadas no discurso de todos os entrevistados é a qualidade de líder do camarada Agostinho Neto. Líder, entendido não como quem manda, mas antes como aquele que dirige e conduz homens e processos, com a anuência, com a concordância e com a aceitação voluntária e entusiástica dos que assim são liderados”, explicou.   
A presidente do conselho de administração da Fundação António Agostinho Neto (FAAN), Irene Neto, disse que a publicação do primeiro DVD faz parte de um trabalho que visa a recolha oral de depoimentos de personalidades que conheceram Agostinho Neto ou tenham sobre este uma opinião bem firmada como líder da Luta de Libertação Nacional de Angola e como poeta.
“Agradecemos aos camaradas que nos honraram com os seus depoimentos, pois eles são preciosos para legar à história os feitos de Agostinho Neto como homem, dirigente, combatente e poeta da libertação”, frisou Irene Neto, que é filha de Agostinho Neto.
Irene Neto defendeu ser necessário dar a conhecer os heróis e as histórias sobre a Luta de Libertação Nacional, a sua inserção nos manuais escolares do ensino primário e divulgação do processo de libertação do país nas universidades.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA