Álvaro Boavida Neto abre FENACULT no Cuito


3 de Setembro, 2014

Fotografia: Kindala Manuel

O governador do Bié, Álvaro Boavida Neto, procedeu, na cidade do Cuito, a abertura oficial da II edição do Festival Nacional de Cultura “FENACULT” a nível da província, que visa o reforço da unidade dos angolanos e divulgar os valores culturais dos povos no país.

Falando para cerca de 300 artistas de diferentes disciplinas, o governador Álvaro Boavida Neto defendeu a necessidade dos actores culturais na província primarem pela disciplina no decorrer do evento, visando alcançar o êxito desejado pelos amantes das artes e pelo governo local.
A II edição do Festival Nacional de Cultura decorre em todo o país até 20 deste mês. O sector da cultura no Bié dispõe de quatro milhões de kwanzas para a realização do II FENACULT, segundo fontes afectas à instituição.
O director da Cultura na província do Bié, Álvaro Alves, disse que o referido valor vai ser empregue na realização de espectáculos de kuduro, hip hop, concerto de música contemporânea, festivais da canção infantil, de música gospel e de música popular angolana.
Para esta edição do festival está programado um passeio de comboio denominado “Comboio cultural” que abrange três linhas: a primeira linha Luanda-Malanje, a segunda linha Namibe-Menongue, e a terceira Benguela-Luau.
Acrescentou ainda que cada província vai estar representada por 28 actores culturais, entre músicos, bailarinos, humoristas e declamadores.
No decorrer do festival, o “Comboio cultural” vai fazer pausa de cerca de duas horas nas estações ferroviárias de modo a interagir com a população, essencialmente com aquelas que habitam ao longo do caminho-de-ferro.
Além de valorizar o espectáculo, o “Comboio cultural” vai despertar os actores e população no geral sobre os hábitos e costumes de diversas localidades do país e fazer com que todos possam viver a festa do espectáculo que é o FENACULT.
Testemunharam ainda a abertura oficial da II edição do Festival Nacional de Cultura na província do Bié, membros do governo, entidades eclesiásticas, autoridades tradicionais, representantes de associações juvenis e população em geral.

Cine Namibe

A sessão de abertura do FENACULT na província do Namibe foi realizada segunda-feira, no Cine-Namibe, em cerimónia presidida pelo governador Rui Falcão.
Exposições de gastronomia e arte rupestre, festivais de dança tradicional e teatro, bem como show de vozes femininas constam do programa elaborado pela direcção provincial do sector para dar corpo ao Festival Nacional de Cultura. Está, igualmente, prevista a realização de uma mesa redonda que abordará aspectos culturais, bem como espectáculos de kuduro e rap. “Os municípios do Kamucuio, Bibala e Tombwa vão acolher a exibição de filmes e concerto gospel”, refere um documento da direcção da Cultura.

Cidade de Ondjiva

O Festival Nacional da Cultura simboliza a manifestação da cultura angolana no seu mais alto nível, afirmou, segunda-feira, em Ondjiva, província do Cunene, o secretário para a Organização da Brigada Jovem de Literatura local, Calmindo Napoleão.
Ao falar à Angop a propósito do festival, iniciado sábado último e que vai decorrer até 20 deste mês, Calmindo Napoleão referiu ser um momento único, no qual se congregam todas as culturas dos povos de Angola, o que reaviva nos angolanos a importância da conservação dos hábitos e costumes.
Sublinhou que muitos são os artistas que vêem neste certame cultural uma oportunidade para demonstrar o seu talento.

Moxico


A cerimónia provincial de abertura do FENACULT no Moxico aconteceu domingo, no Luena, com a exibição de agentes culturais em diferentes pontos geográficos da cidade e nas sedes dos outros oito municípios da província.
Paulo Salvador Cacoma, membro da comissão organizadora, disse que se está a trabalhar para que a festa seja vivida por todos, tomando em linha de conta a diversidade etnolinguística e cultural da região.
Precisou que no Luena as manifestações culturais vão ter lugar em vários bairros da periferia da urbe, com destaque para os bairros Sangondo, 4 de Fevereiro, Capango e Alto Luena.
Revelou que os integrantes das categorias de danças tradicionais, teatro, instrumentos tradicionais e vozes femininas, que vão representar a província do Moxico, já se encontram nos respectivos palcos das competições, designadamente Huambo, Benguela, Malanje e Cabinda.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA