Cultura

Anabela Aya apresenta temas do “Kuameleli” no Camões

Anabela Aya apresenta em concerto a 7 de Setembro, às 19h30, no Camões - Centro Cultural Português, em Luanda, os temas do álbum de estreia “Kuameleli”.

Cantora tem agendado um concerto na terça-feira
Fotografia: Dombele Bernardo | Edições Novembro

A cantora, apelidada “A voz dos Mares Bravios”, faz uma incursão entre o afro-jazz, blues e gospel em temas como “Nangobe”, “Caríssimo” , “Teu nome é um”, “Tic Tac” e “I Love You Bwé”.
As músicas foram compostos pela cantora e por artistas consagrados, como Artur Nunes, Filipe Mukenga e Jomo Fortunato, além de Freddy Mwankié e Sashondel Jofre.
Anabela Aya é detentora de voz poderosa e inconfundível. Considerada uma das mais promissoras cantoras da nova geração do afro-jazz, a Diva da Música em 2017 e vencedora do Festival da Canção em 2017 é também actriz.  
A cantora tem enveredado de forma segura pelos caminhos da renovação estética da Música Popular Angolana. “Voz aclamada pela crítica mais exigente do gospel e do afro-jazz angolano, Anabela Aya poderá estar próxima das vozes históricas do jazz norte-americano, se continuar a trabalhar com esforço, modéstia e dedicação”, escreveu o crítico Jomo Fortunato.
Anabela Aya enveredou pelo mundo da música há cerca de dois anos, a que soma 15 anos como actriz, num percurso de rápida ascensão que tem despertado a curiosidade da crítica angolana.
Era jovem quando começou a cantar, mas não sabe dizer se é um dom incutido pela  mãe, que a levava à igreja onde fazia parte do grupo coral. Com o passar do tempo, foi ganhando gosto pela música e nunca mais parou de cantar.
A cantora possui bases técnicas que lhe dão uma versatilidade ímpar e uma capacidade de interpretar diversos géneros musicais, num caminho que encurta distâncias entre o jazz e o fado, que aprecia em especial.
“Acho-me versátil e consigo interpretar vários estilos porque encaro a arte como um processo de várias aprendizagens e temos que experimentar tudo e avaliar os resultados”, disse.

Tempo

Multimédia