Cultura

Anabela Aya concorre a prémio internacional

Roque Silva

Anabela Aya está nomeada em duas categorias da quinta edição dos prémios da música moderna africana, denominado All Africa Music Awards (Afrima), cuja cerimónia de premiação está agendada para Novembro, em Lagos, na Nigéria.

Cantora é indicada pela primeira vez no Afrima
Fotografia: Paulo Mulaza|Edições Novembro

A cantora concorre para Melhor Artista, Dupla ou Grupo Africano de Jazz e Melhor Cantora do Centro de África, face ao sucesso alcançado pelo tema “I Love You Bué”, do CD “Kuameleli”, apresentado ao público em Abril deste ano.
A quinta edição do Afrima marca, assim, a carreira musical de 15 anos da artista que deu voz à canção vencedora do Festival da Canção de Luanda, edição 2017, intitulada “Teu Nome É Um”, da autoria de Jomo Fortunato, que estreia como concorrente a um prémio internacional.
Além de Anabela Aya, a angolana Bruna Tatiana está igualmente nomeada para Melhor Cantora do Centro de África e Melhor Artista, Du-pla ou Grupo Africano de R&B/Soul com o tema “Amo-te”. A produtora One Movie está indicado para Melhor Vídeo, pela qualidade do vi-deoclipe da referida canção. Bruna Tatiana deu ainda voz à canção “Nosso Momento”, cujo autor, o jovem Venâncio, está nomeado para Compositor do Ano.
Esta última categoria é uma das seis novidades do Afrima, além de DJ Africano do Ano, Melhor Dança, Coreografia Africana, Rapper do Ano e Melhor Acto Africano na Diáspora. As classes foram introduzidas com o intuito de expandir e incluir todos os profissionais ligados à indústria da música em África.
Os destaques recaem para o cantor da RDC, Maître Gims, e a sul-africana Shekhinah, ambos com sete indicações cada. Surgem depois Diamond Platnumz, da Tanzânia, Betty G, da Etiópia, com seis cada, Simi, da Nigéria, e Nasty C, da África do Sul, com cinco.
Este ano, o Afrima é realizado com a tradição de descobrir vozes africanas e música “genuinamente frescas”.

Tempo

Multimédia