Cultura

“Angola Coração Sofrido” é apresentado no Huambo

Adolfo Mundombe | Huambo

O músico Natinho Jackson  promove hoje e amanhã,  nas instalações da Shoprite e no Jardim da Cultura, na província do Huambo, ao lançamento do seu primeiro disco, intitulado “Angola Coração Sofrido”, durante sessões de venda e autógrafos.

O cantor disse ontem ao Jornal de Angola, que “Angola Coração Sofrido”  comporta 14 temas em vários estilos e tem um grande significado, por retratar os momentos vividos pelos angolanos antes da paz e da reconciliação nacional.
Disse que as dificuldades, o sofrimento, o desespero, a insegurança vivia na altura pelos angolanos e, sobretudo, a falta de esperança, que parecia apodera-se de todos os filhos deste país  são transmitidas nos temas do disco.
“É uma homenagem que faço a todos os angolanos neste disco. Tudo isto e outras peripécias é que me inspiraram a escrever estas letras e retratá-las nas minhas músicas para lembrar a todos que este disco é para eles e particularmente às crianças que no passado sofreram e muitos até morreram”, disse o autor. 
   “Angola Coração Sofrido”, disse,  foi feito para dar resposta aos anseios dos seus admiradores, que durante muito tempo o apelidaram de Michel Jackson do Huambo.
Numa primeira fase foram produzidos 500 exemplares, devido à crise financeira que o país vive, mas o músico promete tudo fazer para reeditar o álbum com um número suficientes de cópias para satisfazer os admiradores. O disco, que teve o apoio de alguns empresários, foi gravado nos estúdios Zenay, Doutor Albano, Dussa Produções, H.F e Luciano Tchipapa Produções, no Huambo.
Bernardo Sapoia Tchitungo, de nome artístico Natinho Jackson nasceu na província do Bié e começou a cantar aos seis anos com amigos no bairro e depois na igreja. Tem agendado para os próximos dias a promoção do disco em várias  províncias do país.

Tempo

Multimédia