Cultura

Angola e Argélia reforçam cooperação

Angola e Argélia analisaram na quinta-feira, em Luanda, a necessidade do reforço da cooperação cultural nos domínios de património cultural, cinema e audiovisual,  indústrias culturais, em geral, e, em particular, a possibilidade da formação de quadros angolanos nos domínios de museologia e de arquivos.


Durante uma audiência que a ministra da Culturaconcedeu ao embaixador da Argélia, Larbi Latrach, as duas entidades convergiram  na importância do reforço do intercâmbio em várias vertentes culturais, tendo em conta a rica experiência da Argélia na preservação, conservação e defesa do seu património e no enaltecimento das figuras históricas  e dos símbolos nacionais.
Carolina Cerqueira solicitou na ocasião o apoio argelino para o processo de candidatura do Corredor do Kwanza, Tchitundu Hulu e o Cuito Cuanavale a património mundial, pedidos que já deram entrada  na Unesco.
A ministra Carolina Cerqueira fez ainda uma referência ao encontro que está previsto para Março de 2018, em Joanesburgo, com vista a discutir-se sobre a importância da edificação de um memorial sobre a luta contra o apartheid e a libertação da África Austral que vai contar com o contributo dos países da região.
De acordo com a ministra, o projecto visa resgatar a história e a memória sobre os processos de libertação dos povos da África Austral.
O diplomata argelino salientou que o vasto programa de cooperação, a desenvolver  entre os dois países no domínio da  Cultura, constitui a materialização dos resultados da visita da ministra da Cultura à Argélia em Julho deste ano.

Tempo

Multimédia