Angola no comité da UNESCO


27 de Novembro, 2015

Fotografia: Garcia Maiatuco

Angola foi eleita membro do Comité do Património Mundial da UNESCO para um mandato de quatro  anos, durante a 20.ª Assembleia Geral dos Estados Partes à Convenção do Património Mundial realizada este mês, em Paris (França), segundo um comunicado divulgado ontem pelo Ministério da Cultura.


Angola foi eleita com 144 votos e integra, neste Comité, o Grupo Africano com o Burkina Faso, Tanzânia e Zimbabwe. Os outros membros eleitos são Azerbaijão, Cuba, Koweit, Indonésia e Tunísia.
Um comunicado da representação angolana junta da UNESCO refere que o país vai ser representando no comité pelo director Nacional dos Museus, Ziva Domingos, na área do Património Cultural, e pelo ambientalista Vladmir Russo, no Património Natural.
A 20ª Assembleia Geral dos Estados Partes à Convenção do Património Mundial contou com a participação de 191 países e alguns observadores dos Órgãos Consultivos do Centro do Património Mundial, nomeadamente do Centro Internacional para o Estudo da Preservação e Restauro de Bens Culturais (ICCROM), Conselho Internacional de Monumentos e Sítios (ICOMOS), União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN) e Organizações Não-Governamentais.
Durante a sessão, os Estados Partes discutiram assuntos relacionados com a gestão do Fundo para o Património Mundial, a Estratégia Global para uma Lista do Património Mundial equilibrada, representativa e credível, e o futuro da Convenção do Património Mundial. O Comité do Património Mundial se reúne uma vez por ano para analisar o estado de conservação dos sítios do património mundial e inscrever novos sítios na Lista que conta hoje 1031 sítios entre os quais 802 sítios culturais, 197 sítios naturais e 32 sítios mistos.
A próxima sessão ordinária do Comité do Património Mundial realiza-se  em Istambul, de 10 a 20 de Julho de 2016.
  Angola trabalha para a inscrição da histórica cidade de Mbanza Congo na lista do Património Mundial, um projecto lançado em 2007 com a realização de uma mesa redonda internacional sobre o tema “Mbanza Congo, Cidade a Desenterrar para Preservar”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA