Ao melhor estilo do Mundo

Roque Silva |
8 de Fevereiro, 2016

Fotografia: Domingos Cadência

O grupo União Tuafundumuka abençoou os jornalistas cantando: “Angop é a nossa fonte de notícia, divulgou, o Jornal de Angola recuperou, a Rádio Nacional de Angola divulgou e a Televisão Pública de Angola mostrou”.

Homenagens ao músico Bernardo Jorge “Bangão” e ao agrupamento feminino “As Gingas do Maculusso” marcaram ontem, na Avenida Marginal da Praia do Bispo, o desfile do Carnaval reservado para os grupos da classe B (adultos) que buscam um lugar cimeiro no acto central de 2017.
Os feitos de Bangão, figura incontornável da música angolana, foram exaltados por dois grupos do distrito do Sambizanga, município de Luanda, habituados a competir na classe A.
Sob o olhar atento da vice-governadora provincial de Luanda, Jovelina Imperial, e do secretário de Estado da Cultura, Cornélio Caley, o grupo União Etu Mudyetu abriu o desfile, 30 minutos depois da hora marcada (16h00). O conjunto representou o funeral de Bangão, intérprete de “Dioguito” e “Kakixaka”.
O União Operário Kabocomeu também apostou no reconhecimento a Bangão, como forma de melhor convencer o júri, para um lugar na classe A no próximo ano. O autor e intérprete Joaquim Filho lamenta na canção a perda de Bangão, numa proposta que chama a atenção que se deve prestar aos artistas.
A bandeira e alegoria carregam mensagens fortes, com imagens de Bangão em palco, e de anciãs trajadas de branco pedindo a Deus que guarde a sua alma.
Pela primeira vez a dançar numa edição do Carnaval, o grupo União Recreativo do Kilamba, do distrito urbano do Rangel, decidiu homenagear “As Gingas do Maculusso”, que por sinal tinha as suas actuais integrantes no carro alegórico. Na voz da cantora Gersy Pegado, a canção destaca ainda os feitos da Rainha Njinga Mbande.
O grupo, formado por antigos integrantes do União Sagrada Esperança, apostou ainda numa indumentária com cores vivas, com bailarinos bem sincronizados ao som do semba.
A classe jornalística, com destaque para os órgãos de comunicação social públicos, é o tema do grupo carnavalesco União Twafundumuka, do distrito urbano do Rangel. No refrão da música, o grupo diz que “Angop é a nossa fonte de notícia, divulgou, o Jornal de Angola recuperou, a Rádio Nacional de Angola (RNA) divulgou e a Televisão Pública de Angola (TPA) mostrou”.
O grupo reconhece a importância do jornalista por ser um profissional criador de opinião e por isso tem de ser responsável, isento e imparcial, para prestar um bom serviço público.
Também desfilaram os grupos União 54, Angola Independente, Jovens do Mukuaxi, Twabixila, Domant, Geração Sagrada, Kilamba Kiaxi, Recreativo do Kilamba, Juventude do Kapalanga, Kwanza e Juventude do Kilamba Kiaxi. O semba continua a ser o estilo predominante, no qual dez dos 14 grupos decidiram dançar.
O secretário de Estado da Cultura defendeu ontem que se faça uma reflexão à volta do futuro horário do desfile Infantil do Carnaval, visto que no actual, a exibição termina tarde e não é aconselhável para os menores, tendo em conta que muitos regressam a casa sem a companhia dos adultos.
Em declarações à imprensa, no final do desfile, Cornélio Caley sublinhou ser importante que todas as crianças de Luanda participem da festa do Entrudo, mesmo não estando acompanhadas, daí a importância de se reflectir sobre o horário.
A vice-governadora da província de Luanda para área política e social, Jovelina Imperial, garantiu que o Carnaval na capital do país tem a sucessão dos mais velhos garantida, tendo em conta a exibição patenteada pelos grupos infantis (Classe C).
As crianças demonstraram assumir a festa do Entrudo com responsabilidade, pela qualidade das letras das canções que reflectem os problemas sociais, indumentária, coreografia e os passos acertados das danças.
Na sua opinião, é a demonstração da passagem de testemunho dos mais velhos para as novas gerações que deve merecer o acompanhamento, para a continuidade do Carnaval da urbe luandense.
O Carnaval prossegue amanhã, com o desfile central e com a “entrada em cena” dos grupos da classe A.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA