Apelo ao diálogo familiar inicia maratona de teatro

Roque Silva |
13 de Junho, 2015

Fotografia: DR

A terceira edição da Maratona de Teatro de Beneficência começa hoje às 19h00,no auditório da escola Odeth Tavares, em São Paulo, Luanda, com a peça “João Beling”.

A peça, uma comédia interpretada pelo grupo Odeth Tavares, é um apelo ao diálogo familiar e narra a história de João Beling, um chefe de família que influencia os seus filhos com as suas fantasias.
Na peça, de 50 minutos, sucedem-se as mentiras, promessas e ousadias de um pai que instiga os filhos “a actos indecorosos”.  Os filhos vandalizam bens públicos, sob o pretexto do pai ser capaz de resolver qualquer problema que causem.
O autor e encenador da peça, Francisco Júnior, diz que “João Beling foge à sua realidade para ganhar fama de bom educador, garante o impossível aos filhos e fá-los acreditar que tem capacidade de resolver todos  desejos”.
A peça pretende chamar à atenção dos pais para a forma como educam os filhos e desencorajar os adolescentes de comportamentos reprováveis.
Na maratona, que termina no dia 28, realizam-se dois espectáculos aos sábados e domingos nos quais participam os grupos Enigma Teatro, Kulonga, Formigas do Futuro, Conjuntura de Artes, Ana Manda, Anangola, Etu mi Nzambi, Twana, Mwenio wa Kubulula, Zénit, Zuveru, Renascença de Arte, Arte Lulu e E. K.
Os espectadores têm apenas de entregar um donativo a favor da Casa Magone, centro de acolhimento de crianças desfavorecidas, da Igreja de São Paulo.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA