Apresentada na UEA antologia de contos

Mário Cohen |
21 de Fevereiro, 2016

Fotografia: Paulino Damião

“Angola 40 anos” é o título da antologia de contos de 40 autores nacionais que foi lançada na quinta-feira, em Luanda, na União dos Escritores Angolanos (UEA).

A colectânea, patrocinada pela Sonangol e editada pela Mayamba Editora, inscreve-se  no âmbito das celebrações do 40º aniversário da Independência Nacional.
O secretário-geral da UEA, Carmo Neto, que referiu “a grande contribuição” da Sonangol “em prol da cultura nacional”, principalmente da literatura, anunciou o lançamento na próxima semana de uma antologia de poesia igualmente de autores angolanos.
 Os contos da colectânea são da autoria de Adriano Mixinge, Albino Carlos, Aníbal Simões, António Fonseca, António Gonçalves, António Quino, António Setas, Arnaldo Santos, Augusto Alfredo, Carmo Neto, Chicoadão, Conceição Luís Cristóvão, Dário de Melo, David Capelenguela, Domingos de Barros Neto, Fragata de Morais, Gociante Patissa, Hendrik Vaal Neto, João Melo, Laurindo Vieira, Jonuel Gonçalves, José Luís Mendonça, José Mena Abrantes, Luciano Canhanga, Luís Fernando, Luís Rosa Lopes, Manuel Rui, Maria Celestina Fernandes, Maria Eugénia Neto, Maria Helena Miguel, Marta Santos, Ondjaki, Onofre dos Santos, Paula Russa, Pepetela, Ras Nguimba Ngola, Roderick Nehone, Silvino Mazunga, Vlady Russo e Zetho Cunha Gonçalves.

Novidades


Arlindo Isabel, responsável da Mayamba Editora, revelou que este ano são publicados os livros “Abordagens da Figura do Monangamba por Três Poetas da Geração da Mensagem”, de Hermenegildo Seca, “Silêncio na Aldeia”, Luís Fernando, “Quotidiamo - Esta Não É Uma História de Amor”, José Mena Abrantes, Rui Zink,  Abraão Vicente e Ivam Cabral,  “Conflitos e Arte Militar na Idade da Informação (1973 – 2013)”, António Telo e Nuno Lemos Pires, “Angola e o Movimento Revolucionário dos Capitães de Abril em Portugal”,  Manuel Pedro Pacavira, “Cartas, Recados e Desabafos”, Dia Kassembe, “Contribuição  Endógena para a Escrita da História da África Negra”,  Boubacar Namory Keita, “Fonologia e Morfologia do Oshikwanyama”, Zavoni Ntondo, e “História da Universidade Católica de Angola - Da Génesis à Fase Actual (1999 - 2014)”, Apolinário Hilemusinda.

Música de intervenção

O disco “Angola 40 anos”, com alguns êxitos das décadas de imediatamente antes e a seguir à Independência Nacional foi igualmente apresentado no mesmo dia, também na UEA e no âmbito do 40º aniversário da Independência Nacional. “Guerrilheiro”, de David Zé, interpretado por Gaby Moy, “Dipanda”, Elias Dya Kimuezo, “Uaué Muangole”, de Artur Nunes por Voto Gonçalves, “Kalunga Nguma”, de Buarque, “Kaputo” do agrupamento Nzagi, Celma Ribas,  “11 de Novembro”, do agrupamento musical Kissanguela, Kyaku Kyadaff, “Massacre de Kifangondo”, Santocas por Flay, “Ngola Banza”, Mário Faria por Ismael Benguela, “Milhorró”, dos Kiezos por Legalise, “Zuateno Milele ya Xikelela”, Carlos Lamartine por Livongh e “Estrangeiro”, Santos Júnior por Acácio, da banda Acapaná, são os títulos das canções.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA