Argentina faz aposta forte no sector cinematográfico


11 de Outubro, 2014

O Governo da cidade de Buenos Aires apresentou um novo motor de busca audiovisual na Internet, com o qual espera transformar a maior província da Argentina num grande local de filmagens.

Com um banco de imagens de mais de quatro mil locais e o contacto de 4.500 provedores, a inovadora ferramenta facilita o trabalho das produtoras que pretendam filmar na província de Buenos Aires devido a um extenso catálogo de cenários e informações técnicas.
“Desenvolvemos um motor de busca dos locais onde seja possível filmar e que tem também informações sobre serviços técnicos, gastronómicos e turísticos”, disse à agência EFE o director provincial de Indústrias Culturais e Inovação Criativa (BAFILM), Hernán Gullo.
O motor de busca pretende também impulsionar o desenvolvimento da indústria cultural. Metade das produções argentinas tem pelo menos um local de gravação naquela província, onde apenas no ano passado foram realizadas mais de 600 filmagens, revelou a Comissão de Filmagens do Instituto Cultural. Entre as filmagens recentes constam a co-produção hispano-argentina “Relatos Selvagens”, de Damiá Szifrón, rodada nas províncias de Buenos Aires, Salta e Jujuy e que é este ano candidato a um Óscar.
O motor de busca audiovisual tem igualmente o propósito de ordenar a informação existente e simplificar as complexas tarefas das áreas de produção, com a disponibilização de dados sobre cada município, assim como o contacto de técnicos e provedores registados.
Hernán Gullo afirmou tratar-se de um projecto desenvolvido pela BAFILM destinada a assessorar e a tratar das autorizações de filmagens para televisão, cinema e publicidade. “O objectivo do Governo é melhorar anualmente este programa e impulsionar o sector da indústria cultural, como é o caso do audiovisual, que regista um movimento económico muito importante a nível de criação de emprego e de riqueza”, referiu.
Ao mesmo tempo, declarou, mantemos a política de assistência a uma rede de festivais de curtas-metragens que criamos e apoiamos com um “cinema móvel”. O Governo, disse, têm um projecto de “cinema móvel”, cujo objectivo é apresentar nas aldeias de Buenos Aires onde não há salas para exibição.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA