Argumentistas com laboratório


27 de Abril, 2015

Fotografia: REUTERS

Meryl Streep, defensora da igualdade de género, anunciou ontem na sua página que investe na criação de um laboratório para mulheres argumentistas com mais de 40 anos.

A artista disse pretender ajudar a criar o primeiro “Writers Lab” da associação da indústria cinematográfica para defender o papel das mulheres.
A ideia surge depois de no ano passado um estudo da Guilda dos Argumentistas dos EUA revela que o número de mulheres guionistas nos Estados Unidos diminuiu de 2009 a 2012.
O documento mostra que a quantidade de argumentistas do sexo feminino nos EUA desceu de 17 por cento em 2009 para 15 por cento em 2012, além de evidenciar significativas diferenças salariais entre géneros. Oito candidatas são escolhidas para fazer parte da primeira edição deste projecto, que tem como mentoras a argumentista Gina Prince-Bythewood (“A vida Secreta das Abelhas” e “Beyond the Lights”), a produtora Caroline Kaplan (“Boyhood”) e Kirsten Smith (“Legalmente Loira”) e Jessica Bendinger (“Tudo por Elas”).

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA