Arte moderna na Galeria Tate


2 de Agosto, 2014

Fotografia: AFP

A polémica obra “My Bed” (“A minha cama”), da artista  Tracey Emin, vai regressar à Tate Gallery, na capital inglesa, que exibiu a peça em 1999.

Depois de no início do mês ter sido vendida pelo valor recorde de dois milhões e 752 mil euros, na leiloeira Christie’s, em Londres, a obra regressa à galeria de arte londrina. De acordo com o director da Tate Gallery, Nicholas Serota, o novo dono da peça, Christian Duerckheim, acordou em disponibilizar “A minha cama” à galeria “por um período de pelo menos dez anos”, contou à emissora BBC.
A obra, criada em 1998 por Tracey Emin, integrou a exposição da Tate Gallery em 1999, até à altura em que foi comprada pelo coleccionador de arte Charles Saatchi por 187 mil e 680 euros, em 2000. No passado dia 2 de Junho, foi a leilão, tendo sido vendida por 2,2 milhões de libras.
“My Bed” é uma cama de casal por fazer, com um par de colantes em cima. No chão tem um tapete onde surgem garrafas de vodka, preservativos, pantufas, peluches e beatas de cigarros. O Tate descreve a obra como um dos trabalhos britânicos mais famosos da arte moderna.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA