Arte nacional no Brasil

Roque Silva |
19 de Abril, 2016

Fotografia: Santos Pedro

Os colectivos de teatro Odeth Tavares e Kulonga pretendem dignificar as artes cénicas angolanas em solo brasileiro, com actuações de qualidade, durante a sua participação no Festival Nacional de Teatro de Araguari (FESTA) e no Festival de Teatro de Ubá, que decorrem de 20 a 24, no Estado de Minas Gerais.

Os grupos, partem hoje para o Brasil numa comitiva de sete elementos, entre actores, encenadores e técnicos. Ambos actuam quinta-feira, no FESTA, ao lado de outras 16 companhias brasileiras.
O Odeth Tavares apresenta no FESTA a peça “João Beling”, enquanto o Kulonga exibe “Loucura de Barriga Vazia”. Ambos foram convidados sem o objectivo de competir e aproveitam a oportunidade para trocar experiências e participar em acções de formação.
Esta é a primeira presença de grupos de teatro estrangeiros no festival. Os grupos brasileiros seleccionados para competir no FESTA são, entre outros, o Arroto Cénico, Corpo EnCena, Núcleo Actores Activos, Delivery, Insensata, Quem Sou Eu e Elos Quentes.
O grupo Kulonga foi convidado a participar no 5º Festival Internacional de Teatro de Ubá, onde defende os troféus conquistados na última edição, com a peça “Loucura de barriga vazia”, que o concedeu o 3º lugar da iniciativa.
Este ano o colectivo compete com o espectáculo “Filhos da Pátria”, sobre os angolanos que lutaram pela independência nacional. O grupo Kulonga convidou ainda alguns actores do Odeth Tavares para fazerem parte do elenco.
O actor e encenador do Kulonga, Afonso Dinis “Amankwa”, disse ao Jornal de Angola que o objectivo é impressionar a crítica brasileira.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA