Arte surrealista mexicana atinge valor astronómico


22 de Dezembro, 2014

Fotografia: Divulgação

As artistas surrealistas mexicanas Remédios Varo e Leonora Carrington lideraram as vendas de artes latino-americanas em Nova Iorque, num final de semana em que também ficou estabelecido um valor recorde em leilão para um trabalho do colombiano Fernando Botero.


A obra de Remédios “Hacia la Torre”, de 1960, foi comprada por 4,31 milhões de dólares, e “The Temptation of Saint Anthony”, de Leonora, peça de 1945, foi arrematada por 2,63 milhões de dólares, informou a casa de leilões Sotheby’s.
“Houve mais interesse nelas porque os compradores estavam interessados no surrealismo enquanto um campo artístico. A maioria deles não se importou de onde vinha o artista”, disse Axel Stein, chefe de artes latino-americanas da Sotheby’s, notando que as propostas vieram do Hemisfério Ocidental e da Europa.
Na casa de leilões Christie’s, a escultura “Adão e Eva” de Botero, feita em bronze, foi vendida por 2,57 milhões de dólares. As obras do leilão da Sotheby’s vieram da colecção do magnata mexicano Lorenzo Zambrano, que liderou a companhia global de cimento Cemex até à sua morte em Maio deste ano, aos 70 anos. No total, o leilão da Sotheby’s resultou em 17,6 milhões de dólares. O da Christie’s totalizou 20,18 milhões de dólares. Os valores das obras de Varo e Carrington foram recorde para as artistas.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA