Artes plásticas angolanas com maior projecção


25 de Maio, 2016

Fotografia: Paulino Damião

As artes plásticas angolanas estão a ganhar espaço a nível nacional e internacional, devido à actual projecção que os criadores, consagrados e jovens, têm conseguido no mercado, defendeu, ontem, em Luanda, o artista Benjamim Sabby.

Para o criador, apesar da crise e das inúmeras dificuldades, as artes angolanas continuam a marcar passos firmes à sua afirmação, através de convites a participar em feiras, bienais e mostras colectivas no estrangeiro.
Uma das maiores preocupações no momento, destacou Benjamim Sabby, é o surgimento de artistas jovens e talentosos, que ainda precisam de orientação, assim como a falta de infra-estruturas, ou de galerias, museus de arte, centro culturais e especialistas na área da teorização do trabalho artístico.
“A reabertura do curso médio de artes visuais e plásticas e o surgimento do Instituto Superior de Arte é uma mais-valia neste sentido, por ajudar a contribuir mais na formação de técnicos. É preciso termos mais especialistas, com a de trabalharem, no futuro, como professores ou agentes culturais”, sustentou Benjamim Sabby.
A paz, recordou, contribuiu muito para uma nova dinâmica no panorama das artes visuais e plásticas no país, através do aumento do número de exposições e de coleccionadores ou de pessoas interessadas em adquirir objectos de arte.
O artista elogiou a aposta de muitas instituições estatais e privadas, que têm apoiado com frequência os criadores angolanos em actividades internacionais. O intercâmbio entre os artistas, disse, ainda tem acontecido de forma particular. Geralmente, contou, a maioria das colaborações artísticas acontece a partir de contactos dos próprios criadores.
Como curador, informou, Benjamim Sabby participou de uma exposição de arte contemporânea angolana, realizada em Lisboa, que inclui uma mesa-redonda, onde os especialistas falaram sobre o “Estado da Arte” e da “Internacionalização da Arte Contemporânea Angolana”. As actividades foram realizadas no âmbito do projecto final do Mestrado Em Estudos Artísticos, Museológicos e Curatoriais, da Faculdade de Belas Artes, da Universidade do Porto.
Benjamim Sabby adiantou ainda que o seu próximo trabalho artístico, a ser apresentado ao público entre Setembro e Outubro, traz uma ruptura, em termos temáticos e de recursos técnicos em relação aos seus últimos trabalhos. No mercado desde 1997, Sabby tem desenvolvido a carreira com alguma regularidade em termos de participações em exposições, com oito mostras individuais em Angola, Argélia e Macau.

Projecção

A massificação das artes plásticas nas comunidades é um passo fundamental, para maior aproximação com o público, em particular os jovens, destacou, ontem, em Luanda, o pintor Granada João.
O pintor disse à Angop que ainda se sente uma pequena “separação” nas artes, “porque é notório apenas um determinado grupo da sociedade a afluírem as exposições”. Para o artista essa aproximação deve ser feita também nas zonas suburbanas, de forma ensinar e despertar no público, de várias extractos sociais, o gosto pela arte.
“O artista deve levar a sua arte ao encontro das pessoas, particularmente em locais com uma maior concentração de pessoas e pontos estratégicos nos municípios e bairros”, disse, acrescentando ainda que pretende, em breve, apresentar um resumo dos seus trabalhos artísticos num livro, com explicações sobre alguns géneros de pintura, para os iniciantes.
“Os artistas jovens têm a capacidade e a técnica, mas ainda não se vê a alma daquilo que eles fazem. As pessoas devem olhar para um trabalho e conseguirem ver espelhado algo mais profundo do que apenas o domínio dos pincéis”, sublinhou.
Os jovens artistas, lamentou, actualmente apresentam muitas obras baseadas no abstracto ou no psicadélico, um género que requer muitos anos de experiência e um certo domínio, antes de ser explorado. “Eles deviam antes aprenderem a aprimorar o realismo, tendo em conta a sua exigência quanto ao rigor”, destacou o artista plástico, que tem usado o seu atelier para ensinar os jovens criadores.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA