Artesãos dão subsídio à Lei

Manuel Albano |
9 de Setembro, 2016

Fotografia: Maria Augusta

O secretário de Estado da Cultura, Cornélio Caley, incentivou quarta-feira, em Luanda, os criadores de arte a participarem com contribuições valiosas para a melhoria e enriquecimento do projecto da política nacional do artesanato.

Durante um encontro de auscultação, realizado pelo Ministério da Cultura e coordenado pelo Instituto Nacional das Indústrias Culturais (INIC), na tradicional “Maka à quarta-feira”, na União dos Escritores Angolanos (UEA), sobre a melhoria da nova Lei do Artesanato, Cornélio Caley afirmou que o país, sempre, esteve bem representado no exterior, com obras que espelham o mosaico cultural angolano. As peças de artesanato, ressaltou, têm contribuído para a divulgação da cultural nacional no estrangeiro, razão da importância da valorização do sector. “Devemos trabalhar unidos e permitir que esses encontros tragam subsídios válidos para o melhoramento do projecto.”
O governante felicitou a iniciativa da classe artística e espera que cada criador possa, com a sua experiência, apresentar uma proposta, no sentido de “termos um projecto final com êxito”, que consiga satisfazer os interesses de todos.
Cornélio Caley considerou que a aprovação da futura lei vai permitir criar melhores condições para os criadores no exercício das suas actividades, bem com a sua regulamentação. “Os trabalhos produzidos pelos artistas servem de identificação nacional, por este motivo, devem ser valorizados.”
O director do Instituto Nacional das Indústrias Culturais, Gabriel Cabuço, apontou a aprovação do projecto como um factor importante para permitir um maior desenvolvimento da indústria cultural em Angola.
Os benefícios da aprovação da lei, disse, vão permitir aos artesãos criar condições jurídicas para incentivar a criação artística e o surgimento de novos promotores. “Há a necessidade da industrialização do sector para uma maior exportação das peças feitas em Angola.”

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA