Artista Marcela Costa está na festa da cultura


9 de Agosto, 2014

Fotografia: Paulino Damião

A artista plástica Marcela Costa manifestou ontem em Luanda satisfação com a realização da segunda edição do Festival Nacional de Cultura (FENACULT), pelo facto de constituir uma oportunidade de troca de experiência entre os artistas e mostrar as potencialidades culturais do país.

Em declarações à Angop, a propósito do FENACULT, a artista disse que a realização, pela segunda vez no país, do evento representa um acto de soberania, pois é um momento de todos os agentes culturais reflectirem em torno de uma causa comum, que é a identidade cultural nacional.
“O FENACULT desempenha um papel relevante na valorização da cultura angolana”, salientou Marcela Costa, tendo acrescentado que no que tange às artes plásticas é igualmente uma ocasião dos artistas mostrarem as suas reais capacidades, tanto no que toca à produção como na criação de um ambiente de intercâmbio. “Os artistas plásticos nacionais devem aproveitar o momento para dignificar a cultura nacional e procurar melhorar ainda mais os seus trabalhos”, disse a artista.

Potencial do Moxico

A realização do FENACULT vai permitir alavancar o potencial cultural da província do Moxico, afirmou em Camanongue o cantor Carlitos Isaac “Tchimbelequesse”.
O artista sublinhou que os criadores da cultura vão aproveitar o evento para exibirem as suas artes, como forma de contribuir para o crescimento cultural do país.
“O Festival é uma oportunidade para demonstrar o que é feito na província do Moxico”, referiu o cantor, acrescentando que a manifestação vai dar azo a que os agentes culturais aperfeiçoem as peças a ser apresentadas. No decorrer do FENACULT vai dar-se a interacção e troca de experiência entre os jovens para criar o gosto pelas artes, assim como servir de incentivo para a prática da dança, teatro e outras modalidades artísticas.
O II Festival Nacional da Cultura realiza-se de 30 deste mês a 20 de Setembro em todo o país, com o intuito de se promover a coesão e a unidade nacional, assim como o desenvolvimento e protecção das artes angolanas, numa iniciativa do Ministério da Cultura.
Sob o lema “A cultura como factor de paz e desenvolvimento”, o Festival conta com espectáculos de música, dança e teatro, sessões cinematográficas, lançamentos e feiras de livros e de discos, desfile de moda, exposição de artes plásticas, instalações artesanais, entre outras actividades.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA