Artista Pedro Yaba considera participação positiva

Manuel Albano
15 de Setembro, 2014

Fotografia: Paulino Damião

O artista plástico Pedro Yaba considerou ontem positiva a sua participação na exposição colectiva internacional, nos Estados Unidos, por permitir promover as artes plásticas, sobretudo a pintura angolana além fronteiras.

O pintor, que participou de 5 deste mês até sexta-feira na exposição “Top dos 60 Mestres de Arte Contemporânea”, na Nina Torres Fine Art Gallery, em Miami, na qual estiveram outros 60 artistas estrangeiros, surpreendeu-se pelo destaque que os seus dois quadros, “Kimberlito” e “Aldeia Global”, tiveram logo na entrada da galeria.
O artista, que se encontra há uma semana nos Estados Unidos, disse ao Jornal de Angola que a pretensão foi promover o seu trabalho numa das galerias mais famosas e importantes do mundo das artes plásticas. “O país tem dado mostras das suas potencialidades nos mais variados domínios do saber, sobretudo, no domínio das artes plásticas”, disse o artista.
Durante a sua estadia nos Estados Unidos, o artista aproveitou para trocar experiências com vários criadores do top internacional, com destaque para o mestre argentino Fabian Perez, natural de Buenos Aires.
“Kimberlito” é um quadro que retrata a produção deste mineral, que é uma das principais fontes de receita do país, enquanto “Aldeia Global” mostra a influência que as novas tecnologias de informação têm na vida dos cidadãos, reduzindo todo o planeta à mesma situação que ocorre numa aldeia.
No continente africano foi ainda seleccionado o artista plástico da Nigéria, Uchena Odukwe, que emigrou para o Reino Unido ainda jovem. Uchena Odukwe é um artista que usa muito as influências culturais africanas e europeias para criar os seus trabalhos.

Prioridade do pintor

Depois de regressar ao país, Pedro Yaba vai começar a preparar a sua participação em Dezembro na Feira de Arte “Vip Miami River”, que vai decorrer durante três dias no Centro de Convenções de Miami, Florida, nos Estados Unidos. “Sinto que aos poucos vou conquistando o mercado das artes plásticas internacional, que é bastante exigente e selectivo. Nesta exposição vou ter um espaço individual para apresentar as minhas obras”, destacou.
Com mais essa exposição internacional, o artista espera ser uma porta aberta para que futuramente outros artistas angolanos possam também ser escolhidos num universo de centenas de mestres espalhados pelo mundo.
Pedro Rosário Yaba nasceu em Luanda e estudou Direito Administrativo e Informática. O desenho e a pintura foram sempre o seu passatempo até que, em 2007, a artista plástica francesa Danielle Vasa descobriu o seu talento e o encaminhou para o mundo das artes.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA