Cultura

Artistas devem melhorar conteúdo das composições

O director do Instituto Politécnico de Arte (CEARTE) Eusébio Pinto, destacou, ontem, em Luanda, a necessidade de os compositores apostarem mais na formação, para obterem conhecimentos científicos que lhes permitam produzir músicas com a qualidade exigida pelos consumidores.

Cantores e compositores aconselhados a melhorar as letras
Fotografia: Angop

Eusébio Pinto, que falava à Angop no âmbito do Dia Mundial da Música, afirmou que a qualidade melódica sobrepõe-se ao conteúdo das letras, razão pela qual os artistas devem olhar para este segmento e apostar na melhoria das composições.
Felicitando os cantores, intérpretes e instrumentistas pela data, o responsável aconselhou a classe artística que tem dificuldade na vertente da composição para socorrer-se dos mais experientes.
“Temos bons compositores e estes podem ajudar os de-mais, melhorando as letras das músicas de mensagens que pretendem transmitir”, reforçou.  Eusébio Pinto avançou que o CEARTE, dentro das suas atribuições, tem um curso de Música, de quatro anos, que inclui pedagogia, criação e interpretação, com o objectivo de dotar os formandos de co-nhecimentos científicos que podem contribuir para melhoria  dos conteúdos das letras.
Para além do curso de quatro anos, a direcção pensa na institucionalização de cursos de curta duração para os artistas com carreira consolidada. “Infelizmente, o mercado musical tem registado o aparecimento de alguns artistas com uma passagem efémera, não conseguem assegurar a carreira por falta de bases científicas.”

Tempo

Multimédia