Artistas em Conexão Lusófona


19 de Junho, 2014

Fotografia: Dombele Bernardo |

Paulo Flores está entre os cabeças de cartaz da terceira edição do maior festival de música da lusofonia, denominado “Conexão Lusófona”, que se realiza a 5 de Julho, no Largo do Intendente, em Lisboa, pela primeira vez ao ar livre e com entrada gratuita.

Inserido na programação do “Bairro Intendente em Festa”, numa zona de forte imigração da capital portuguesa que passa por um processo profundo de requalificação, o Conexão Lusófona cruza em palco vozes consagradas com jovens músicos a despontar.
O concerto, que pretende levar a uma nova dimensão o número de pessoas que despertam para o tema Lusofonia, tem início marcado para as 23h00, mas a festa começa horas antes, com a transmissão dos jogos do Mundial do Brasil a partir das 17h00, em ecrã gigante.
Além de Paulo Flores, já estão confirmados Lura, António Zambujo, Paulo de Carvalho, Stewart Sukuma, Patchi di Rima, Projecto Kaya, Calema, Couple Coffee, Laloran Tasi Timor. Depois do concerto, a festa continua noite dentro com um DJ set.
“Vai ser uma noite muito eclética e repleta de surpresas. Um espectáculo de conceito forte, que certamente vai ficar para a história da cidade de Lisboa. Um concerto que vai contar com a actuação de ícones da música e de novíssimos talentos, todos em plena ‘conexão’, empenhados na construção de uma nova Lusofonia” - adiantou a presidente da Organização Juvenil, Laura Vidal, citada no site oficial.
O festival vai aproveitar a ocasião para assinalar mais um aniversário da independência de Cabo Verde, que se comemora no mesmo dia.
Na primeira edição, mais de mil de pessoas assistiu ao concerto no Mercado da Ribeira. Na edição seguinte, a afluência duplicou no Pátio da Galé. Este ano, numa lógica de duplicação a cada edição, a organização espera quatro mil espectadores.
A Conexão Lusófona é a primeira organização de jovens provenientes de países de língua oficial portuguesa espalhados pelos quatro continentes empenhados nas causas da integração, construção e projecção da identidade cultural lusófona. Tem como objectivo criar um sentimento generalizado de identificação e pertença à Lusofonia, que se constrói através da integração especial de todos os seus membros, preservando a diversidade que os caracteriza e identificando as similaridades que unem os seus países e regiões.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA