Artistas pedem aumento de verbas para a Cultura


28 de Julho, 2015

Fotografia: Divulgação

Os participantes na Conferência Nacional da Cultura da Guiné-Bissau pediram ao Governo, ontem, em Bissau, um aumento das verbas para o sector da Cultura para a construção de museus.

O encontro, realizado no fim-de-semana e que juntou músicos, artistas das diversas artes e académicos, decorreu sob o lema “Cultura ao serviço da Nação”, tendo visado, entre outros, produzir recomendações que sirvam de apoio para o governo para melhorar o sector.
Entre elas, destacam-se o apelo para o reforço da dotação orçamental para a Cultura, a construção de museus, pois não existe nenhum, o ensino da cultura guineense nas escolas públicas e a institucionalização do Carnaval.
No encerramento do encontro, o primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Domingos Simões Pereira, pediu aos “fazedores da cultura” para trabalharem no sentido de ajudarem a desenvolver a economia do país.
O primeiro-ministro começou por agradecer a iniciativa, realizada 18 anos depois da última conferência do género, mas sublinhou ser “um exercício complicado” falar da cultura “num país onde não existe um único museu”.
Na sua óptica, “não basta apenas” exigir o aumento da dotação orçamental do Estado para o sector, é também importante “pensar na indústria da cultura” integrada na economia.“Ela tem de ser economicamente rentável e auto-suficiente, o que significa que temos que nos preparar para consumir cultura”, observou o primeiro-ministro.
O facto de as recomendações e os demais documentos produzidos na conferência terem sido projectados em telas e não impressos em papel, mereceu um elogio do Primeiro-Ministro guineense que vê na iniciativa “uma preocupação” dos conferencistas com a ecologia.
A Conferência Nacional da Cultura guineense realizou-se na cidade de Cacheu, durante três dias.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA