Artistas recebem formação

Roque Silva |
20 de Maio, 2016

Fotografia: Paulino Damião

A organização do Prémio Ensa-Arte promove no Centro Cultural Brasil - Angola, em Luanda, um conjunto de formações em artes plásticas para criadores que participaram na 13.ª edição do concurso.

O comissário do prémio disse ao Jornal de Angola que a iniciativa, criada este ano, é destinada a um número limitado de jovens artistas, com talento e criatividade nas áreas de esculturas e pinturas.
Miguel Gonçalves informou que o júri identificou entre 10 a 15 jovens, com capacidade criativa acima da média, cujas carreiras precisam de orientação para seguirem o rumo desejado e atingirem o sucesso. A ideia, disse o comissário, é potenciar esses talentos com conhecimentos. O vencedor do Prémio Alliance Française em Pintura, o artista plástico Ricardo Ângelo, com a peça “H20 = Vida”, parte para uma residência artística, em França, entre os meses de Junho a Julho. O referido prémio na categoria de escultura não foi atribuído. A organização do Prémio Ensa-Arte, adiantou, aguarda  com expectativa o convite para participar, este ano, na Bienal de Veneza, com a sua nova colecção de peças. “As 11 obras premiadas na 13.ª edição do prémio e agora fazem parte do seu acervo, têm qualidade para surpreender na maior montra mundial de artes plásticas”, justificou Miguel Gonçalves.
As 11 obras, assim como as seleccionadas para a fase final do concurso e não foram premiadas, fazem parte de uma exposição que fica patente até o dia 12 de Junho, no Centro Cultural do Brasil - Angola. A mostra, explicou, recebe diariamente um número considerável de visitantes, em especial de estudantes e de crianças. Ângelo de Carvalho foi o grande vencedor da 13.ª edição do Ensa-Arte, na disciplina de Pintura, com o quadro “Luanda cosmopolita - salada mista” e obteve ainda o Prémio Especial Província de Pintura, com a tela “Lá... nas bandas”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA