Autores lusófonos debatem a língua


14 de Abril, 2015

Fotografia: Reuters |

O projecto cultural “Minha Língua, Minha Pátria” reúne, até dia 15, na cidade de São Paulo, escritores brasileiros e portugueses que debatem as obras de Eça de Queirós e Fernando Pessoa.

A iniciativa começou com uma conferência do professor da Universidade de Coimbra Carlos Reis, que falou sobre “Eça de Queirós e a Língua como Pátria Ausente”.
A obra de Fernando Pessoa foi o principal tema da primeira mesa-redonda, na qual participaram pela cantora brasileira Adriana Calcanhoto e pelo luso-colombiano Jerónimo Pizarro, editor do “Livro do Desassossego” e de “Fernando Pessoa em Espanha”.
O escritor Afonso Reis Cabral, vencedor do Prémio Leya com o romance de estreia, “O meu irmão”, e descendente de Eça de Queirós, participou no debate onde também foi destaque o editor da Revista da Cultura, Gustavo Ranieri.
O encontro “Minha Língua, Minha Pátria” encerra amanhã, com intervenções do escritor e humorista brasileiro Gregorio Duvivier e da poetisa portuguesa Matilde Campilho, que vai lançar o seu primeiro livro no Brasil, “Jóquei”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA