Cultura

Banda FM “assalta” o Show do Mês Live

Analtino Santos

A Nova Energia uma vez mais inovou e mostrou que está atenta à produção musical no país ao levar sábado, ao palco do Show do Mês Live, a Banda FM, da província de Benguela.

Freddy e Alexandra Bento foram as vozes principais da banda
Fotografia: DR

Com transmissão em directo no canal 2 da televisão pública e nas plataformas digitais da Nova Energia, em quase três horas de espectáculo, a Banda FM fez uma viagem ao ritmo de música convidativa a um pé de dança.

Do alinhamento do show, fizeram parte Nelson Santos, Legalize, Sandra Cordeiro, Joh Aionda e Zeca Moreno. Kizua Gourgel teve como convidados Edson Macedo e Maneco Vieira Dias, num espectáculo que a organização dedicou à memória de Luther Rescova, governador do Uíge, que em vida foi um showista assumido. Os integrantes do painel foram unânimes em assumir que a presença no Show do Mês Live de uma banda não residente em Luanda estimula os jovens artistas.

No show, foram tocados alguns temas emblemáticos de artistas das terras das acácias rubras, com destaque para “Tapioca”, um instrumental de Botto Trindade, que abriu o concerto, e “Benguela Liberdade”, com os jovens guitarristas Padre e Demile a mostrarem toda a criatividade artística.

Os “miúdos” de Adão Filipe, inicialmente tímidos, conseguiram enfrentar e aguentar o espectáculo com Alexandra Bento e Freddy, vozes principais, que fecharam em apoteose, com temas do cancioneiro do centro-sul como: “Tambula Ossaia”, “Mboyo”, “Mai Weya” e “Tchiungue”, de Joaquim Viola, um dos nomes sonantes da província.

Os jovens de Benguela interpretaram sucessos de Alcione e misturas de Zouk fortemente marcada com temas dos Kassav, com realce para “Reté”, música que Yuri Simão dedicou em especial ao amigo e showista Luther Rescova. Durante o show, foi feita também uma homenagem a Givago, com Freddy a interpretar “Avó Teté” e “Ramiro”. Alguns temas que falam da cida-de das acácias rubras como “Quando Fui a Benguela” e “Mar Azul” fizeram parte do alinhamento, que não deixou de fora o sucesso do benguelense Carlos Albano, “Marido à Maneira”.

Nelson Santos, um dos convidados, começou por brindar com o instrumen-tal “Rumba para Maria” e depois passeou por sucessos como a “Vida” e o seu cartão-de-visita “Cantares da Terra”.

Já Legalize fez uma incursão por temas dos anos 1970, recorrendo a Urbano de Castro e aqueceu com “Merengue Rebita” de Paulino Pinheiro. O jovem Joh Aionda ao interpretar “Tu Vives em Mim” e “Isabel”, sucessos do irmão Kueno Aionda, arrepiou alguns espectadores pelo timbre vocal. Sandra Cordeiro fez um dueto com Alexandra em “Luandense” e Zeca Moreno recordou os Bongos do Lobito em “Lena”.

Yuri Simão justificou a presença da Banda FM pela qualidade e vontade de fazer concertos para valorização de formações artísticas. A Banda FM tem como integrantes Mona (bateria), Tony (percussão), Padre (solo e ritmo), Demili (solo e ritmo), Chico (baixo), Manucho (teclado) e Ely (teclado). No Show do Mês Live tiveram o reforço das coristas Raquel Lisboa e Neide da Luz, do percussionista Alexandre e do quarteto de metais de jovens angolanos.

O Show do Mês Live regressa este sábado com o concerto especial dedicado aos 52 anos dos Jovens do Prenda, no Paz Flor, e encerrará o mês de Outubro, com o Show Piô.

Tempo

Multimédia