Cultura

Banda Movimento recebe distinção no Muzongué

Manuel Albano

A banda Movimento a homenageada desde domingo das 12h00 às 18h00, no programa cultural Muzongué da Tradição, realizado mensalmente no Centro Cultural e Recreativo Kilamba, vai recordar o viola baixo Alexandre Lopes “Canhoto”, falecido em Dezembro de 2008.

A banda já ensaia desde segunda-feira para garantir um espectáculo ao mais alto nível
Fotografia: Francisco Bernardo | Edições Novembro

Em declarações, ontem ao Jornal de Angola, o director artístico da banda Movimento, Chico Madne, disse que vão aproveitar o momento para prestigiar e reconhecer o contributo prestado pelo baixista “Canhoto” ao longo dos noves anos dedicados à banda, desde a sua formação.
O seu papel na banda, reconheceu Chico Madne, ajudou a tornar o conjunto mais coeso, fruto da sua experiência como artista, deixando um legado às gerações vindouras como resultado das suas cincos décadas de vida. “Gostaríamos que os apreciadores da boa música angolana e da banda comparecessem, porque o espectáculo promete.”
A banda Movimento, afirmou o seu director artístico, convidou os músicos Calabeto, San Mangwana, Pedrito, Ary e Bangãozinho que vai interpretar canções de Bernardo Jorge “Bangão”, falecido em 2015, na África do Sul, por doença, aos 53 anos. Chico Madne adiantou que os convidados vão interpretar dois temas cada do seu repertório, enquanto a banda vai igualmente interpretar temas de Dom Caetano, Dai Doi (falecido) e Lulas da Paixão.
O responsável disse que vão interpretar mais de 30 temas dos discos  “Espontaneidades ” e “Kufikissa”, da banda Movimento nos mais variados estilos musicais angolanos. “É sempre uma grande honra receber uma homenagem, principalmente quando ainda estamos em vida.” />O tecladista afirmou que já estão a ensaiar desde segunda-feira, por forma a garantir um espectáculo ao mais alto nível como resultado dos 18 anos de existência da banda Movimento.  “Gostaríamos que os empresários pudessem apostar mais nas bandas musicais por serem o suporte dos músicos e dos espectáculos.”
A banda Movimento, pertencente à Rádio Nacional de Angola (RNA), é constituída por Chico Madne  e Nino Gomes (teclados), Teddy Nsingui (viola solo), Quintino (guitarra ritmo), Mias Galheta (baixo), Romão Teixeira (bateria), Correia Miguel (percussão), Massoxi (voz e dikanza), Mister Kim (vocalista principal), Beth Tavira e Dorgan Nogueira “Gigi” (coros) e Bigodinho (suporte técnico).
A banda Movimento foi fundada a 2 de Março de 1999, sob iniciativa do Movimento Espontâneo, com Romão Teixeira (baterista), Quintino (guitarra ritmo), Teddy Nsingui (guitarra solo), Massoxi (percussão), Neto (teclado) e o baixista Domingos Lopes.
Em 2002, passou a integrar um projecto da Rádio Nacional de Angola, altura em que foi incorporado o teclista Chico Madne.
Depois dos discos “Esponaniedades” e “Kufikissa”, a banda Movimento está em fase de produção da sua terceira obra, um tributo a Domingos Alexandre Lopes “Canhoto”, baixista e um dos seus membros fundadores, falecido em Dezembro de 2008.

Tempo

Multimédia