Biblioteca amplia o acervo


31 de Março, 2015

Fotografia: Reuters |

O acervo da Biblioteca do Congresso dos EUA é agora mais vasto com as discografias da cantora Lauryn Hill e das bandas The Doors e Radiohead, como um reconhecimento às suas contribuições históricas.

A partir de agora, anunciou a biblioteca em comunicado, estão guardados o primeiro CD dos The Doors, liderados por Jim Morrison, intitulado “The Doors” (1967), que tem canções como “Light My Fire” e “The End”.
O comunicado salienta que a Biblioteca do Congresso classificou os roqueiros dos The Doors como responsáveis por romper “os limites artísticos deste estilo de música”.
O disco “The Miseducation of Lauryn Hill” (1998), o primeiro solo e introspectivo da vocalista na banda Fugees, foi escolhido devido ao seu alcance vocal.
 “O rap é ritmicamente estimulante e tem uma frequência especial na música de Lauren Hill como cadências decorrentes de uma conversa”, realça comunicado. A escolha, inicialmente dedicada a artistas nascidos nos EUA, inclui este ano o álbum experimental da banda de rock Radiohead, “OK Computer” (1997), considerada obra única que “tem perdurado como discurso e prevenção à era digital”.
Além destes artistas foram acrescentados 25 novos arquivos ao Registo Nacional de Gravações norte-americana, que deixam, desta forma, para a posteridade as melhores cópias disponíveis.
A lista integra também o álbum de estreia de Joan Baez, em 1960, classificado pela crítica como “marco da entrada das mulheres na música folk”.
A Biblioteca também homenageia o álbum “Stand!” (1969), dos mestres do funk Sly and the Family Stone, considerando-o “das melhores gravações de todos os tempos”. O CD a solo “You’ve Lost That Lovin’ Feelin” (1964), dos Righteous Brothers, e a canção gospel “Stand by Me” (1960), de Ben E. King, também foram homenageados.
A gravação clássica da pianista de jazz Sweet Emma Barrett, executada em 1964, e a conservação do Salão do Jazz, também foram distinguidos este ano, assim como o compositor Cole Porter, autor do musical “Kiss Me, Kate”, cujo álbum foi lançado em 1949.
O acervo da biblioteca também inclui a partir de agora outras gravações, como a cobertura radiofónica do funeral do Presidente dos EUA, Franklin D. Roosevelt, em 1945.
A Biblioteca do Congresso é a instituição de pesquisa do Congresso dos Estados Unidos, sendo de facto a biblioteca nacional dos Estados Unidos e a instituição cultural mais antiga daquele país.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA