Cultura

Bibliotecários recebem formação em Luanda

Mário Cohen

Mais de 30 bibliotecários das bibliotecas do Governo de Luanda (GPL) e Nacional participam, desde ontem, em Luanda, num curso com a finalidade de obterem mais conhecimentos sobre desempenho laboral.

A acção de formação  encerra hoje, nas instalações da Biblioteca Nacional de Angola, sob orientação do director da instituição, João Pedro Lourenço, que considerou que um dos objectivos do seminário é capacitar os bibliotecários a fim de conhecerem as agendas 2030, das Nações Unidas, e a 63 da União Africana, assim como os 17 objectivos dos elementos sustentáveis que constam da Agenda 2030 das Nações Unidas.
João Pedro Lourenço disse, ao Jornal de Angola, que inicialmente o seminário serviu para capacitar os bibliotecários sobre os dois documentos a que tiveram acesso durante o seminário para, depois, terem noções de como as bibliotecas devem contribuir com informações para os munícipes em diversas comunidades.
Para o director, o objectivo primário é que os bibliotecários tenham noção da acção e como agentes sociais para as comunidades onde actuam. O seminário foi organizado  em colaboração com a Federação Internacional de Associações de Bibliotecários e Bibliotecas.
João Pedro Lourenço disse que, entre os objectivos, consta como uma biblioteca pode actuar no caso do combate ao  HIV/SIDA e que programa a biblioteca pode elaborar para contribuir para que as populações estejam informadas sobre essa epidemia evitando a contaminação.
“Essa acção teve, também, intenções de mostrar a sociedade sobre a importância que as bibliotecas têm nas comunidades. Acredito que os 40 bibliotecários que participam na formação vão obter conhecimentos importantes por serem bibliotecários, como também vão saber como actuar nas comunidades como agentes sociais”, disse João Pedro Lourenço.

Tempo

Multimédia