Bienal de Veneza sob orientação francesa


31 de Janeiro, 2016

Fotografia: Paulino Damião |

A especialista em arte francesa Christine Macel é a comissária da 57.ª Exposição Internacional de Arte de Veneza, que se realiza de 13 de Maio a 26 de Novembro de 2017, anunciaram ontem os organizadores, em comunicado.

O Conselho de Administração da Bienal de Veneza aprovou a nomeação de Christine Macel como directora do Sector de Artes Visuais, encarregando-a de ser comissária da exposição, uma das mais importantes do Mundo.
Christine Macel foi conservadora de património e inspectora de criação artística na Delegação de Artes Plásticas do Ministério da Cultura francês, desde 1995. Em 2000 foi eleita comissária chefe do Museu Nacional de Arte Moderna francês e do Centro Pompidou de Paris, onde ainda é a responsável do Departamento de Criação Contemporânea e Perspectivas. A especialista dirigiu também o pavilhão de França na Bienal de Arte de 2013 e da Bélgica na edição de 2007. O presidente da Bienal, Paolo Baratta, aplaudiu a nomeação e qualificou Christine Macel como “uma directora propensa a valorizar o grande papel que os artistas têm na invenção dos seus universos e em reflectir a generosa vitalidade no Mundo em que vivemos”.
A representação angolana na Bienal de Veneza de 2015 esteve no Palazzo Pisani, em Campo Santo Stefano, com a exposição “Sobre as Formas de Viajar” (“On Ways of Travelling” em inglês), dos artistas Délio Jasse, Francisco Vidal, Binelde Hyrcan, Nelo Teixeira e António Ole, que foi o curador da mostra.
Em 2013, Angola conquistou o Leão de Ouro da Bienal Internacional de Veneza, pela mostra “Luanda, Cidade Enciclopédica”, que incluiu 23 fotografias, da autoria de Edson Chagas.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA