Brucelose na vida humana e animal retratada em livro

João Upale | Namibe
25 de Dezembro, 2015

As prevalências humanas (nos profissionais da pecuária) e animal como factores de risco, conhecimento e práticas são o pano de fundo da mais recente obra literária de Franco Cazembe Mufinda, “Brucelose na província do Namibe, Angola”, que chegou às bancas esta semana, na cidade do Namibe.

O livro, produzido com auxílio da Ondjiri Editoras, contém 133 páginas e faz abordagem sucinta de ideias que se transformaram em realidade.
No campo da cura, o que se pretende na verdade é que se comece fazer check-up, ou seja, os testes dos casos de brucelose a nível das unidades, sanitárias por um lado, e também esclarecer as pessoas que padecem da brucelose sobre os procedimentos necessários.
O objectivo deste livro prende-se com a descrição dos ambientes de trabalho, estimar a prevalência da brucelose animal e humana e caracterizar conhecimentos dos profissionais de pecuária, criadores, trabalhadores de matadouros, talhos e salas de abate na província do Namibe.
O autor descreveu os objectivos específicos deste trabalho científico, assim como o seu material e método. O investigador garantiu os meios de conservação das amostras que foram recolhidas e os dados foram analisados do ponto de vista estatístico, o que permitiu ao investigador validar os resultados obtidos.
Franco Mufinda revelou ao Jornal de Angola que já foram estruturados alguns folhetos e cartazes em língua local, o nhaneca humbi, que contêm informações para a população a respeito desta doença, trabalhando com os agentes da saúde para difundirem no seio da comunidade.
“Sabendo que há uma certa associação entre a doença e alguns aspectos sociológicos da nossa comunidade, não é hoje ou amanhã que havemos de eliminar isso. Então devemos educar a população e envolver também os agentes da saúde animal nessa luta, não olhando só para o homem, e agregar noções que dizem respeito à difusão da informação, educação e comunicação no seio da comunidade”, frisou.
A província do Namibe tem muita coisa por descobrir e estudar no campo das epidemiologias que interessa bastante a Franco Mufinda.
O autor pensa deslocar-se ao Huambo, Luanda e Benguela para apresentar o livro, que está a ser comercializado a três mil kwanzas.
A obra literária foi apresentada pelo Professor Doutor João Domingos Cadete, director da Escola Superior Politécnica do Namibe, da Universidade Mandume Ya Ndemufayo. O livro foi editado pela primeira vez pela Ondjiri Editoras (Benguela), com distribuição internacional pela De Facto Editoras (Portugal). O livro apresenta sete capítulos.
Franco Cazembe Mufinda é epidemiologista e sanitarista, doutorado em saúde pública, na especialidade de epidemiologia. É mestre em saúde pública pela escola nacional de Saúde da Fundação Osvaldo Cruz, do Rio de Janeiro, e ainda mestre em gestão de empresas.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA