Cabo-verdiano Grace Évora dá espectáculo em Luanda

Roque Silva |
17 de Outubro, 2014

Fotografia: DR

O músico cabo-verdiano Grace Évora actua domingo, às 14h00, no complexo turístico Canto do Catete, no município de Icolo e Bengo, em Luanda.

O espectáculo tem a duração de duas horas e o compositor, baterista e cantor interpreta 13 temas.
Tânia Manuel, coordenadora das actividades culturais do complexo, revelou que Grace Évora vai interpretar temas como “Coração Blue”, “Ramed d’amor”, “El e sebim”, “Lolita”, “Tristeza desse mundo”, “Nos Romance”, “Bia” e “Perdão”, que fazem parte dos álbuns da sua autoria e das bandas Livity, Splash e no projecto Mobass.
Para o espectáculo foram ainda convidados os artistas angolanos Eddy Tussa, Maya Cool, Puto Português e Dom Kikas, que além de quatro músicas suas interpretam duetos com o cabo-verdiano, que já se encontra no país.
O espectáculo é suportado por uma banda de artistas nacionais, formada por Miqueias e José (teclados), Yanick (percussão), Apolinário (bateria), Benim (viola baixo) e Diego (viola ritmo e solo).
O guineense Justino Delgado é o destaque do próximo concerto que acontece no dia 26 deste mês.

Infância

Grace Évora nasceu na ilha de São Vicente, a 2 de Fevereiro de 1969. Emigrou com a família para Paris, aos oitos anos de idade, onde ficou um curto período de tempo, para depois se fixar definitivamente em Roterdão (Holanda).
O músico vem de uma família de artistas. Integrou a banda Livity, como baterista, em 1989. Formou, no início dos anos 90, o grupo Splash, com Dina Medina, Djoy Delgado, Johnny Fonseca, Johnny Ramos, Roberto Matias, Manu Soares, Milena Tavares e Laise Sanches.
A banda editou os álbuns “Nha Terra K’Tchuva” e “Celebra”. No ano passado foi a grande vencedora da terceira edição do Cabo Verde Music Awards (CVMA), ao ganhar os troféus de melhor produção musical, álbum electrónico e banda ao vivo. Grace Évora recebeu o prémio da Melhor Voz Masculina.
O artista tem editados os discos “Total Love 1” (1994), “Total Love 2” (1997), “Romance” (1999), “Aventura” (2003), “Live Rotterdam” (2010) e “Best of” (2014). Tem ainda participações em trabalhos de artistas angolanos, com destaque para o dueto “Junta ma nós”, com Maya Cool, do disco “Igual a ti”, de 1998.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA