Cultura

Calabeto recebe distinção no “Paraíso”

Manuel Albano |

Calabeto é homenageado neste domingo a partir das 10h00, durante um espectáculo na sala “Rei Elias”, no Complexo Turístico Weza Paradise, em Luanda, inserido no projecto Palco das Recordações.

Espectáculo visa homenagear o “Kota Bwé” pelas mais de cinco décadas de carreira
Fotografia: Domingos Cadência|Edições Novembro

Com entradas livres, o espectáculo de homenagem visa comemorar os 55 anos de carreira do cantor Calabeto e vai contar com alguns convidados especiais como Lulas da Paixão, Dom Caetano, Robertinho,  Margareth do Rosário e Ivan Alexei, com o suporte musical da banda Movimento.
O objectivo da gerência do espaço, para este ano, é homenagear figuras angolanas que, com o seu talento artístico, têm dado o seu mais valioso contributo à divulgação da música angolana, não apenas no país, mas também no estrangeiro.
Gaspar Neto, proprietário do Weza Paradise, avançou que esta a ser preparada uma homenagem ao nível dos grandes feitos e conquistas ao longos de mais de cinco décadas do autor de sucessos como “Ngolo Yami” e “Zambi”.
Com direito a fogo de artifício durante o concerto, explicou, que vão ser apresentados alguns testemunhos de colegas e amigos sobre o percurso artístico de um dos maiores ícones da música urbana no país. “Queremos prestar tributo aquele que tem sido um dos maiores intérpretes e cantores no nosso mercado musical”.
Realçou que está a ser preparado um convívio à base da tradição angolana, para ajudar a manter vivas as recordações de várias décadas da música popular angolanas nos bairros periféricos de Luanda, onde Calabeto foi um dos impulsionadores.
Gaspar Neto disse que o homenageado, que celebra 55 anos de carreira no sábado, está a preparar um alinhamento com temas antigos e conhecidos dos admiradores.
António Miguel Manuel Francisco “Calabeto” nasceu em Luanda no dia 3 de Abril de 1945 e começou a cantar no grupo coral da Missão Evangélica da capital. Em 1958, fundou a Turma Rio de Janeiro. Com uma carreira iniciada na década de 50, Calabeto possui um repertório no qual se destacam vários temas de sucesso, como “Nzambi”, “Ngolo Yami”, “Avante o Poder Popular”, “Tussocana Kiebi”, “Camarada Presidente” e “A Vitória é Certa”. Calabeto tem no mercado o CD  “Kamba Dyami”  e a participação no projecto discográfico intitulado “Geração do Semba (volumes um e dois)”.
Pelo “Palco das Recordações” já passaram, entre outros, os músicos Marito, Zé Keno, Elias dya Kimuezo, Dina Santos, Clara Monteiro, Massano Júnior e Pedrito, bem como os agrupamentos Kiezos, Jovens do Prenda, Olímpia, África Fiesta e Afro Sound Stars.

Tempo

Multimédia