Canadiana regressa à Itália para devolver património


5 de Novembro, 2014

Fotografia: Divulgação

Uma canadiana devolveu, no fim-de-semana, um pedaço das ruínas de Pompeia correspondente à entrada de um teatro que tirara há 50 anos da cidade que é Património da Humanidade.

A septuagenária foi, meio século depois e em lágrimas, ao gabinete da Polícia responsável pela gestão do património cultural de Nápoles devolver o pedaço que roubara durante a lua-de-mel naquela zona de Itália.
Pompeia é um dos sítios mais visitados de Itália, com 2,5 milhões de turistas anuais. A súbita erupção do vulcão Vesúvio, no ano 79 d.C., preservou a cidade debaixo da lava e das cinzas.
A cidade, situada a 22 quilómetros de Nápoles, está classificada como Património Mundial da UNESCO.
“Isto não tem precedentes. Alguém, com o peso de consciência, devolver o que levara de forma ilegítima”, disse, surpreendido, o capitão Carmine Elefante, ao jornalista da BBC.
A Polícia não multou a mulher e disse esperar que a sua atitude sirva de exemplo a outras pessoas que tenham tirado igualmente pedaços das ruínas da cidade de Pompeia.
Mesmo que, aparentemente, não tenha muito valor, “aqui tudo tem o seu valor”, lembrou.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA