Cultura

Candidato Zeca Moreno “procura” votos em Malanje

Venâncio Victor e Eduardo Cunha | Malanje

Zeca Moreno, candidato da lista A à presidência da Comissão Directiva da União Nacional dos Artistas e Compositores - Sociedade de Autores (UNAC-SA), apresentou quinta-feira, em Malanje, o seu programa de acção para o quadriénio 2018-2022, caso vença as eleições de 17 de Agosto.

Artistas e compositores angolanos estão envolvidos nas campanhas eleitorais da UNAC-SA
Fotografia: Edições Novembro

Zeca Moreno disse que, caso vença o pleito eleitoral, vai contribuir para uma melhor estruturação e funcionamento da instituição.
O candidato da Lista A garantiu trabalhar arduamente no sentido de auscultar regularmente os associados para se inteirar das dificuldades, desejos e preocupações que os afligem.
A necessidade de manter um bom relacionamento com  as instituições do Estado e a classe empresarial nacional foi também ressaltada no encontro que o candidato manteve com os artistas de Malanje.
“A nossa visão, a nível da intervenção, passa por uma vertente solidária, gestão participativa e mais próxima dos associados, caminhando lado-a-lado com estes na busca constante da satisfação e do bem-estar.” Zeca Moreno manifestou a pretensão de uma maior proximidade entre a direcção e os associados, com base na cooperação com todos os órgãos que integram a instituição, tendo reconhecido que só vai ser possível dentro do respeito, das normas e das regras do jogo democrático, assim como dos estatutos, regulamento interno e decisões tomadas pelos órgãos da UNAC.
A defesa dos interesses e direitos dos associados, assim como a ambição e a vontade de uma maior integração constam do projecto da lista A, que para tal espera pelo apoio incondicional de todos no sentido de unificar e dignificar a classe.

Belmiro Carlos defende civismo
O candidato da Lista A à presidência da União Nacional dos Artistas e Compositores-Sociedade de Autores, Belmiro Carlos, apelou em Luanda ao civismo e a um espírito de respeito entre os concorrentes durante a campanha eleitoral. O candidato pela lista B apela e deseja que a campanha eleitoral se desenvolva sem ofensas morais, ataques pessoais e outros comportamentos indecorosos que coloquem em causa a honra e o bom nome dos concorrentes.
Em nota enviada à imprensa, Belmiro Carlos adianta que se viu obrigado a intentar junto do Serviço de Investigação Criminal uma acção crime contra a lista A, na pessoa do seu porta-voz, Maneco Vieira Dias, devido a calúnias, difamação e ofensas públicas que, proferidas por este e retomadas pela imprensa, atentam contra a sua honra e ao seu bom nome.
No seu programa de acção para o período 2018/2022, Belmiro Carlos prioriza, entre outras acções, a gestão dos direitos de autor, integração sócio-profissional e segurança social do artista.
Em caso de vitória no pleito, tenciona prestar mais atenção à gestão  dos  direitos  de autor e conexos,  assim como a promoção do trabalho  artístico e integração  sócio-profissional  do  artista. Pretende ainda tornar a classe artística mais unida e solidária, reestruturar e revitalizar o sector administrativo da UNAC-SA.

Tempo

Multimédia