Candidatura foi analisada em Paris


4 de Agosto, 2016

A candidatura de Mbanza Congo a património cultural da Humanidade foi discutida na sede da representação de Angola junto da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), em Paris, capital da França, durante uma reunião presidida pela ministra da Cultura, Carolina Cerqueira.

No encontro em que participaram como convidados os embaixadores do Gabão e do Congo Brazzaville, bem como o encarregado de Negócios da República Democrática do Congo (RDC), Carolina Cerqueira deu a conhecer o estado de preparação do projecto e a importância da sua concretização nos prazos definidos. A governante lembrou que a inscrição do Centro Histórico de Mbanza Congo à lista do Património Mundial da UNESCO vai agregar valor à região e projectar a nível internacional um dos mais importantes reinos antigos da África subsaariana.
A ministra da Cultura apelou aos diplomatas presentes no sentido de intervirem junto das autoridades dos seus países para que o projecto seja assumido por todas as partes da região. O embaixador de Angola junto da UNESCO, Sita José, convidou os seus homólogos a visitarem o Sítio Histórico de Mbanza Congo para fazerem defesa activa da sua importância histórica.
Os embaixadores, por seu lado, reiteraram a sua disponibilidade em colaborar com as autoridades angolanas e a desenvolverem contactos com peritos, universitários e estudantes dos seus países, para se engajarem na preparação da próxima mesa-redonda internacional que deverá ter lugar na cidade de Mbanza Congo ainda este ano.
O Centro Histórico de Mbanza Congo concorre para a inscrição na lista do Património Mundial da Humanidade, cujo dossier de candidatura foi já submetido à Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), com sede em Paris.
O projecto foi lançado em 2007, em Mbanza Congo, durante a realização da mesa-redonda internacional sobre “Mbanza Congo, Cidade a Desenterrar para Preservar”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA