Canguimbo Ananás na feira do Camucuio

Manuel de Sousa | Namibe
26 de Junho, 2014

Fotografia: Paulino Damião

O município do Camucuio, no Namibe, é a sede provincial da quarta edição do Jardim do Livro Infantil, que arranca hoje e termina na próxima segunda-feira, dia 30.

A actividade, que decorre em simultâneo nas restantes províncias do país sob o lema “Ler é saber, ler é crescer”, tem como propósito divulgar as obras literárias dos escritores angolanos e estimular o hábito de leitura por parte das crianças e jovens.
A escritora Canguimbo Ananás é uma das convidadas na iniciativa, que este ano vai contar com um maior número de expositores relativamente à terceira edição, realizada no município do Tômbwa.
De acordo com a directora provincial da Cultura, Euracema Major, para esta edição espera-se que haja também uma maior diversidade de livros, uma vez que na edição passada participaram apenas a Fundação Kissama, a Texto Editores e Livro Mania.
“Este ano, temos mais expositores, como a Silva e Silva, Global Energie, os representantes dos 11 Clássicos da Literatura Angolana, entre outros, e acreditamos que o município do Camucuio vai sair a ganhar, porque vamos ter muitas livrarias presentes, oito mesas de exposição e uma diversidade muito grande em termos literários, o que permite aos munícipes fazerem uma aquisição bastante rica”, garantiu.
Além do Jardim do Livro, vai haver tendas de artes e culturas apresentadas pelos principais criadores da província, jango da palavra, jogos e brincadeiras para entreter as crianças e todos aqueles que se deslocarem ao campo polivalente, onde decorre a feira. Durante esta edição, vai ser inaugurada a sala de leitura do município do Camucuio.
A directora da Cultura acredita no sucesso da iniciativa e referiu que na última edição houve um grande interesse por parte dos pais, encarregados de educação, crianças e jovens na compra dos livros que foram vendidos, a preços que variam entre 50 e mil kwanzas, valores considerados acessíveis, tendo em conta a diversidade e a qualidade dos livros, desde infantis, académicos, clássicos e científicos.
“Apelamos aos pais, encarregados de educação e professores, principalmente os do município do Camucuio, a organizarem as crianças, para poderem obter os livros e também viverem momentos bons, evitando assim o que sucedeu na edição passada, em que as mesas foram invadidas e foi necessária a intervenção da polícia para repor a normalidade”, disse.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA