''Cantinflas'' luta pelo Óscar


27 de Outubro, 2014

Fotografia: Divulgação

''Cantinflas - A Magia da Comédia'', de Sebastián del Amo, estreado este ano, é o candidato do México a representar aquele país ao Óscar de melhor filme estrangeiro.

O filme, que revela parte do trajecto e das dificuldades do actor Mario Moreno antes e depois de criar a personagem Cantinflas, começa com uma animação que introduz o mundo de Hollywood na década de 1950.
Sebastián del Amo procura ainda mostrar o primeiro papel do actor em Hollywood, quando o produtor Michael Todd começou em 1955 a adaptar o clássico de Júlio Verne “A Volta ao Mundo em 80 Dias”, com astros como Elizabeth Taylor, Frank Sinatra e Mario Moreno.
O filme também mostra um pouco do passado do actor, incluindo a aventura em 1931 no mundo do boxe e como toureiro até arranjar emprego num teatro popular.
A história também revela como ele criou a personagem que o tornou famoso, entrou depois na indústria cinematográfica mexicana e se transformou num ídolo com “Aqui é que Está a Coisa” (1940), um dos seus marcos no cinema realizado entre as décadas de 1940 e seguinte, no auge da carreira. A confusão gerada pela fama, particularmente entre a pessoa e a personagem, ao ponto de ser responsável por uma grave crise no seu casamento, também é explorada por Sebastián del Amo, que se estreou como realizador com “O Fantástico Mundo de Juan Orol” (2012), sobre um realizador de filmes B do México.
O argumento do próprio Sebastián del Amo e de Edui Tijerina leva o espectador por uma viagem no tempo destinada a mostrar de forma esclarecedora o percurso de Mario Moreno interpretado pelo actor espanhol Óscar Jaenada.
O objectivo do filme, disse Sebastián del Amo no seu blogue, é apresentar este ícone da comédia às novas plateias, que podem assim procurar o original e descobrir o talento do mestre do humor mexicano.
“Ainda que em geral se considere Charles Chaplin o comediante mais importante da história do cinema, o século XX revelou uma profusão de humoristas, que usavam o apelo físico e a sátira para conquistar as plateias locais”, disse o realizador.
Cantinflas, salientou Sebastián del Amo, surgiu como todos os comediantes, mas foi diferente, pois “além de ser amado no seu país era também um sucesso em toda a América Latina e Espanha e teve inclusivamente duas importantes participações em Hollywood, a primeira das quais lhe valeu o Globo de Ouro de melhor actor cómico.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA