Cultura

Cantor gospel apela a união dos artistas

Manuel Albano

A importância de uma maior colaboração e o fortalecimento das relações entre alguns músicos gospel tem preocupado o irmão Bernardinho Passi, que fez a estreia no mercado discográfico em Junho, na província de Malanje, com o lançamento do CD “Não há vida sem Jesus”.

Acto do lançamento da obra discográfica de Bernardinho Passi
Fotografia: Edições Novembro

Em declarações ontem ao Jornal de Angola, explicou que ainda existem “alas” entre os conceituados e os não conceituados, o que tem afastado a possibilidade de um maior intercâmbio en-tre os executantes deste género musical no país, sobretudo os da nova geração.  “Raramente sentimos o apoio daqueles que já têm as suas carreiras consolidadas”, lamentou o cantor Bernardinho Passi, que faz duetos no disco com a esposa Isabel Passi, tendo acrescentado que depois da apresentação do disco na sua terra natal, está agora a preparar uma digressão pelo país, tendo como ponto de partida Luanda.
O disco com dez temas, explicou o diácono da Igreja Bom Deus, procura explorar o universo religioso com mensagens que apelam a concórdia, à devoção a Cris-to, harmonia familiar, solidariedade e colocar os pla-
nos dos homens nos planos do Senhor. “A nossa missão é pregar a boa nova, para ajudar a despertar no cristão a necessidade do perdão e da partilha”.
Há dois anos no mundo da música, o disco totalmente custeado pelo casal levou três anos a ser produzido, visto que os compromissos profissionais, têm criado algumas dificuldades na carreira do músico e, consequentemente, na divulgação do disco “Não há vida sem Jesus”.
O disco e os videoclipes de sete temas vão ser, igualmente, apresentados em Luanda, no mês de Dezembro, no mercado dos Kwanzas, no município do Cazenga. “Queremos promover o disco em todas as províncias, de maneira a levar o evangelho em todos os cantos do país”, rematou Bernardinho Passi.

Tempo

Multimédia