Cultura

Cantora Ângela Ferrão lança "Minhas raízes"

Mário Cohen |

“Minhas raízes” é o título do segundo disco de Ângela Ferrão a ser lançado amanhã, às 8h00, na Praça da Independência, em Luanda. No domingo a mesma hora, a cantora promove uma sessão de venda e assinatura de autógrafos, na Casa da Juventude em Vianda.

Artista coloca amanhã no mercado o segundo disco dez anos depois do lançamento do primeiro
Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

A autora de “Wanga” disse ao Jornal de Angola que tem disponível para o mercado nacional dez mil cópias, que considera quantidade suficiente para satisfazer a procura dos seus admiradores, que esperam por este lançamento dez anos depois da cantora colocar no mercado o seu álbum de estreia.
Depois de Luanda, a cantora tem em agenda uma digressão por várias províncias do país, nomeadamente Benguela, Namibe, Huíla, Huambo, Bengo e Cuanza Sul, sua terra natal, com o  objectivo de promover o CD “Minhas raízes”.
Gravado no estúdio Letra & Sons, em Luanda, o disco inclui dez temas, nos estilos semba e kilapanga,  “Angelina”, “Nze Nze”, “Xinga”, “O Tempo Passa”, “Kamuyaya”, “Lázaro”, “Minhas raízes”, “Ulevala”, “Lua” e “Desilusão”.
Este segundo disco de Ângela Ferrão tem a participação de dois irmãos seus  e do pai Lito Ferrão, que além das composições  fez coro em alguns temas.
A produção do disco, explicou Ângela Ferrão, durou dois anos e meio, desde a fase de captação de som à masterização, “Hoje não se produz um disco de qualidade sem grandes recursos financeiros, pois a qualidade está associada ao custo. Nesta aspecto tive bastante dificuldades, mas graças a Deus consegui concluir e as condições estão criada para o lançamento do CD”, disse Ângela Ferrão.
A cantora anunciou para o próximo dia 24 a realização de um espectáculo, na província do Bengo, para brindar os fãs e apresentar ao vivo os temas do novo disco. Em termo de estilo, disse, o álbum assemelha-se ao seu disco de estreia “Wanga”, feitiço em português, lançado, em 2007.
Ângela Ferrão nos arredores de Amboim, município da Gabela, a 7 de Maio de 1976, mas aos dez anos foi viver com o pai no Município de Wako Kungo. A música está no seu sangue desde tenra idade influenciada pelo pai que também é cantor e compositor.

Tempo

Multimédia