Cultura

“Carlito” de Yola Semedo domina as nomeações

Roque Silva

Os videoclipes das músicas dos cantores nacionais passam a ser premiados, anualmente, num concurso denominado Angola Video Music Awards (VMA), cujos vencedores da primeira edição são anunciados, hoje, numa gala a realizar-se, às 19h00, no Centro de Conferências de Belas (CCB), em Luanda.

Autora de “Filho Meu” é a cantora com maior número de indicações na primeira edição do prémio
Fotografia: Contreiras Pipa| Edições Novembro

Na gala, com transmissão em directo no canal Afro-Music Channel, serão divulgados os vencedores e entregues os troféus das 16 categorias em concurso, disse a coordenadora de gestão de comunicação e imprensa do VMA.
Cyla Mendes anunciou, igualmente, a realização de um espectáculo que é abrilhantado por artistas nomeados.
Nesta primeira edição do VMA 2019, 61 videoclipes concorrem nas categorias referentes a técnicas de produção das criações audiovisuais, géneros de música e popularidade do vídeo na Internet.
Os vencedores são escolhidos pelo público, num escrutínio feito no site oficial do concurso: angolavmas.com/votacao e www.3xl.online.
A cantora Yola Semedo está indicada em quatro categorias e, consequentemente, concorre para o maior número de troféus. Com o videoclipe do tema “Carlito”, do mais recente álbum “Sem Medo”, a artista está nomeada para Vídeo do Ano, Melhor Produção, Melhor Vídeo de Semba e Vídeo Mais Popular na Internet. Esta última categoria é disputada por todos os finalistas.
Aparecem a seguir, com três indicações, Kyaku Kyadaff, Anna Joyce, Big Nelo, Filho do Zua, Preto Show, Gerilson Insrael, OG Vuino, Nga, Nagrelha e Puto Prata e a dupla Yobass. Com duas indicações, na categoria Melhor Vídeo Gospel, estão Guy Destino, com “O Teu Amor”, Lioth Cassoma (Jericó), Elyon (Fazer) e Miguel Buila (Vitória). />Os videoclipes de temas em que artistas nacionais fizeram duetos com cantores estrangeiros ganharam espaço no VMA, com a categoria Vídeo Internacional, à qual concorrem Anselmo Ralph, com “Subeme la Radio” (participação de Enrique Inglesias e Zé Felipe), C4 Pedro, “Mia Mia” (com Dj Neptune & Mr Eazi), V- Lex, “Manga de 10” (John Diaz e Ani) e Preto Show “Banger” (com Davido).
Outras categorias do concurso são Melhor Direcção, Vídeo de Afro House/Afro Beat, de Grupo de Música, de Kizomba, de Kuduro, de R&B/soul, de Rap/Hip Hop, de Artista Revelação e de Melhor Colaboração. Além dos artistas já mencionados, são, ainda, concorrentes Paulo Flores, Yannick Afroman, Yuri da Cunha, Lil Saint, Cef, Coréon Dú, Puto Português, Dj Kapiro, Scró Que Cuia, Zoca Zoca, Matias Damásio, Jay Oliver, Bruna Tatiana, Godzila do Game, Noite Dia, Elenco da Paz, Cláudio Fénix, Trigo Limpo, Liriany, Tatiana Durão, Paul G, Obie, Dji Tafinha, Os Sentiegos, Mobbers, Os Moikanos, TRX, Halison Paixão, Duda, Os Negrinhos, GM, MC Cabinda, Landrick e Prodígio.
O VMA foi criado com “o intuito de revelar novos artistas, abrindo um leque de possibilidades para fomentar o interesse pelo trabalho artístico audiovisual, promover o intercâmbio de artistas musicais e os profissionais do audiovisual e proporcionar uma visão mais ampla das artes para desenvolver o gosto pelas actividades culturais nacionais.”

Tempo

Multimédia