Cultura

Carnaval de Luanda envolto em polémica

Manuel Albano |

O Executivo angolano disponibilizou 12 milhões de kwanzas para a realização da edição 2018 do Carnaval à nível nacional garantiu ontem, no Museu Nacional de História Natural, em Luanda, a ministra da Cultura, num encontro de auscultação com os grupos da capital.

Ministra da Cultura transmitiu o ponto da situação aos grupos
Fotografia: João Soares | Edições Novembro

Durante o encontro marcado pela “contradição e polémica”, devido à redução do orçamento estimado para a realização com êxito da edição 2018 do Entrudo, a ministra da Cultura reconhece as dificuldades existentes para a participação condigna dos grupos, mas apelou a “máxima compreensão e espírito de solidariedade de todos”.
Sensível aos problemas dos grupos, Carolina Cerqueira compreende que a situação actual é bastante complexa, sobretudo pelos atrasos na alocação das verbas aos grupos carnavalescos: “Estamos conscientes do momento que todos estamos a ultrapassar, mas é preciso apelar ao espírito de união e solidariedade por parte dos grupos”.
Apesar de tudo, a titular da pasta da Cultura garante que os grupos vão se apresentar na Marginal da Praia do Bispo em Luanda para os desfiles das classes A e B (adulto) e C (infantil). “O Carnaval é a grande festa da unidade nacional, da expressão da riqueza do saber, onde são representados os vários símbolos que são transmitidos pelos grupos durante os desfiles”-disse.
A ministra garante que tudo está a fazer para que se aumente os valores alocados em mais cinco milhões de kwanzas. A Associação Provincial do Carnaval de Luanda (APROCAL) estima em 170 milhões de kwanzas o orçamento para a realização com êxito da edição 2018 do Entrudo.
A vice-governador de Luanda, Ana Paula Correia Victor, apelou a um sentido de responsabilidade dos grupos e compreensão pela actual situação em que o país se encontra.
O presidente do União Recreativo do Kilamba e porta-voz da Comissão de Reestruturação e Melhoria para o Carnaval de Luanda, Poly Rocha, garante que o Carnaval de Luanda está em risco de não ser realizado, caso os valores alocados se mantiverem, para o apoio dos  grupos carnavalescos das três classes.

Tempo

Multimédia