Carnaval já mexe


18 de Janeiro, 2015

Fotografia: Paulino Damião

A um mês do Carnaval, cujo acto central se realiza em 17 de Fevereiro, na Marginal da Praia do Bispo, Luanda, foliões de todo o país estão empenhados em apresentarem mais organização e qualidades do que em 2014.

António de Oliveira, secretário-geral da Associação Provincial do Carnaval de Luanda (APROCAL), disse ao Jornal de Angola que em 6 de Fevereiro se realiza em Luanda, no Cine Tropical, uma homenagem ao União Tuneza, do município do Cazenga, à comandante “Tia Santa” e a um grupo de outra província ainda a anunciar pela comissão nacional organizadora do Carnaval.
A homenagem ao União Tuneza, fundado em 1985, deve-se ao contributo em prol do Carnaval de Luanda, e à comandante “Tia Santa” por ser a fundadora do União Kiela e a actual presidente do Dimba dya Ngola, que dança o Entrudo há cinco anos.
“A escolha da ‘Tia Santa’ deve-se a ser uma das figuras mais antigas do nosso Carnaval no activo, que continua a dançar e a comandar o Dimba dya Ngola”, afirmou António de Oliveira.
No mesmo dia das homenagens é lançada a Revista do Carnaval e um DVD sobre o Entrudo luandense.
Além de bailes e concursos de Carnaval nos Centros Recreativos, hotéis e unidades similares, assim como desfiles de blocos e grupos de Carnaval de rua em todas as províncias, o programa deste ano reserva para os dias 14 e 15 de Fevereiro, na Marginal da Praia do Bispo, em Luanda, os desfiles infantil e da Classe B de adultos.
O acto central do Carnaval realiza-se no dia 17, no mesmo local. António de Oliveira as infra-estruturas começam a ser montadas na Marginal da Praia do Bispo na próxima semana e que os grupos já receberam o material de apoio, “faltando apenas o subsídio, que é um dos maiores problemas dos grupos”.
Os resultados dos desfiles competitivos do Carnaval Infantil e de Adultos de todo o país são divulgados entre 14 e 18 de Fevereiro e os prémios entregues de 21 a 28 de Fevereiro. O União Tuneza, como mero animador, pois por ser o homenageado do ano não pode competir, é o primeiro grupo a exibir-se no dia 17. Na fase competitiva, o União Kazukuta do Sambizanga abre o desfile do acto central seguindo-se os grupos União Domant, Etu Mudietu, 54, Jovens da Cacimba, Kiela, Mundo da Ilha, Kabocomeu, Dimba dya Ngola, Povo da Samba, Nzinga Mbande, Sagrada Esperança e Tuafundumuka.
Na classe B, o desfile é aberto pelo grupo carnavalesco União Tuabixila. Depois desfilam o Estrela do Pita, A­mazona do Prenda, Geração Sagrada, Jovem do Mukuaxi, Geração do Mar, Juventude da Kapalanca, Café de Angola, Angola Independente, Giza, 17 de Setembro, Unidos do Kilamba-Kiaxi e Kuenha.
O desfile da classe B realiza-se dois dias antes, também na marginal da Praia do Bispo. Na véspera dançam os infantis, no mesmo local, com o Cassule 54 a abrir.
Nesta última competição participam também Cassules dos Jovens da Cacimba, Amazona do Prenda, Admiradores do Hoje-ya-Henda, Tuafundumuka, Kazukuta do Sambizanga, 10 de Dezembro, Mundo da Ilha, Café de Angola, Angola Independente, Sagrada Esperança e Geração Sagrada.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA