Carnaval no Bié apresenta inovações este ano

João Constantino| Cuito e João Salvo| Saurimo
31 de Janeiro, 2015

Fotografia: Fernando Camilo

Os preparativos para a festa do Carnaval na província do Bié já arrancaram com os grupos carnavalescos a ensaiar as danças e canções que vão apresentar na presente edição do desfile do Entrudo, que se realiza no dia 17 de Fevereiro.

Para este ano, foram introduzidas algumas inovações como a mudança do local de desfile e a obrigação dos grupos apresentarem as canções gravadas em disco ou forma digital. A participação no Carnaval municipal é outra exigência para os grupos poderem dançar no desfile provincial.
O director provincial da Cultura, Álvaro Alves, disse que as inovações vão servir para melhorar a qualidade do Carnaval e o novo local de desfile vai permitir à organização colocar bancas para o público.
“Uma das alterações para este desfile do Carnaval é a mudança de local, já que a partir desta edição, vai realizar-se na praça da Solidariedade, no bairro Piloto. Estamos a nível da Comissão Preparatória a estudar o posicionamento dos grupos e da população que vai ao local assistir ao Carnaval”, disse.
“É uma questão muito importante que há muito tempo os grupos já esperavam, a revisão do regulamento do Carnaval e a possibilidade dos grupos poderem apresentar-se com o instrumental gravado, para dar qualidade às suas canções e todas as condições estão criadas para o efeito”, disse.
A Direcção da Cultura e os representantes dos grupos carnavalescos estiveram reunidos para fazerem os acertos finais sobre o desfile provincial do Entrudo, ficando reforçado que os participantes desta edição devem ser os vencedores dos desfiles municipais nas três classes, adulta, infantil e tradicional.

Preparativos na Lunda Sul


Os preparativos do Carnaval edição 2015 no município de Saurimo, sede provincial da Lunda Sul, decorrem a bom ritmo, segundo o director municipal para os Assuntos Sociais.
João Coji adiantou que 47 grupos, sendo 23 da classe infantil e 24 de adultos, vão participar no desfile que se realiza nos dias 10 e 12 de Fevereiro, na avenida 4 de Abril, zona nobre da cidade. O acto provincial do Carnaval tem lugar no dia 17 de Fevereiro, depois do apuramento dos grupos carnavalescos vencedores dos quatro municípios da província.
João Coji disse ser importante que os grupos carnavalescos primem pela divulgação e preservação da tradição cokwe, apesar da introdução da modernidade, com vista a elevarem os conhecimentos à volta da identidade cultural e os “nossos hábitos e costumes”.
Concorrente pela primeira vez no desfile do Carnaval na província, o responsável do grupo Txaco Txa Lunda, que se apresenta com danças folclóricas da região cokwe, está optimista em vencer a maior manifestação cultural.
Alex Cassoma aponta a falta de meios financeiros para adquirir trajes e outros adereços como uma das dificuldades que podem influenciar a exibição condigna de grupos durante a festa popular.
As autoridades ligadas ao sector da Cultura devem solucionar o mais rápido possível o problema para permitir a preparação dos integrantes, para que no momento oportuno possam realizar a festa com muita euforia, disse.
Na edição passada, o Carnaval da província da Lunda Sul teve como vencedores os grupos carnavalescos Escola Primária do Manauto (classe de infantis) e o Assanhados do Txizainga(classe de adultos).

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA