Cartoonista Tché Gourgel questiona estado das artes

Francisco Pedro |
18 de Junho, 2014

Fotografia: Paulino Damião |

O cartoonista Tché Gourgel afirmou ao Jornal de Angola haver no país complexo em relação ao que se considera arte em regra geral e que todos os estilos que não se enquadram nos chamados clássicos são menosprezados.

O artista angolano, disse, vive uma situação semelhante à que passaram ilustradores, cartoonistas, pintores digitais e grafiteiros em vários países estrangeiros.  
Sobre a reacção do público aos seus trabalhos de pintura patentes na galeria Celamar  até ao dia 24, considerou positiva, “principalmente porque esta é também uma exposição muito fora do comum em termos de estilo artístico”.
A exposição, intitulada “One”, é constituída por mais de vinte quadros em técnica mista, nos quais a figura feminina é  o tema principal.
“Não elegi a figura da mulher conscientemente, é um tema recorrente nas minhas pinturas e tento representá-las nas suas mais variadas formas”, referiu.
Lindomar de Sousa, também cartoonista, é o curador da mostra. O convite de Tché Gourgel colega deve-se a ambos estarem ligados à banda desenhada e desde sempre  desejarem “mostrar outros estilos de interpretação e realização criativa”.
 Lindomar de Sousa, declarou o autor dos quadros expostos, pretende afirmar-se como curador e esta uma forma de ajudar os amigos da mesma área atingirem os objectivos.
O título da exposição “One” deve-se a ser esta a primeira exposição individual do artista.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA