Cultura

Casa África realiza concurso de fotografia

Mário Cohen

As inscrições para o IX concurso internacional de fotografia, “Objectivo África”, uma iniciativa do consórcio público espanhol “Casa África”, estão abertas aos fotógrafos angolanos até ao dia 12 de Dezembro, e os resultados são publicados até dez depois do término das candidaturas.

Fotografia: DR

O concurso premeia as fotografias que melhor divulguem os aspectos positivos do continente africano, assim como incentivem a promoção de actividades culturais, educativas e académicas que melhorem o conhecimento mútuo entre Espanha e o continente africano.
O tema deste ano gira em torno dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030, promovida pela ONU, e assinada por 193 países. Sob o título genérico “Agenda 2030: África no caminho dos ODS”, os organizadores do concurso pretendem destacar as conquistas e os desafios no continente africano para atingir os ODS.
A “Casa África” está interessada em imagens que transmitam ideias fundamentais sobre o que acontece em África, as transformações que o continente vive em todos os âmbitos e que ajudem a criar um debate, como mostrar a diversidade do continente, as múltiplas facetas e desafios que os 54 países enfrentam em relação aos ODS e afastar os temas e as imagens “únicas” para falar de todo um continente.
Os candidatos devem participar no máximo com cinco fotografias, assinaladas com nome próprio e não com pseudónimo, no formado JPEF, com uma resolução mínima, de 200ppp e tamanho compreendido entre 1,5 e 5 MB, que devem ser enviadas para o site da Casa África: www.casafrica.es. A descrição de cada obra, original e inédita, deve incluir o seguinte: mensagem que a foto transmite, local e data em que foi tirada. Pode participar no concurso qualquer indivíduo singular, independentemente da sua nacionalidade que até à data de encerramento do prazo de admissão de obras tenha dezoito anos.
Os três primeiros classificados são distinguidos com valores monetários, tendo o primeiro direito a mil euros e o segundo e terceiro a 300 euros, cada um.

Tempo

Multimédia