Cultura

"Catchupa Factory 2017" divulga selecção

O fotógrafo angolano Rui Sérgio Afonso, os moçambicanos Mauro Vombe e Nuno Silas, os santomenses Herberto Smith e Carla Rebelo, e os cabo-verdianos Ângelo Lopes, César Schofield Cardoso, Edson Silva Delgado, Grace Ribeiro, Hélder Doca, Marcos Rocha de Pina e Miriam Lopes participam de 3 a 17 de Maio, em Mindelo, Cabo Verde, na iniciativa artística “Catchupa Factory 2017 - Novos Fotógrafos”.

Angolano Rui Afonso foi seleccionado
Fotografia: DR

A presente edição vai ser orientada pelo conceituado fotógrafo e curador sul-africano John Fleetwood. Além dos fotógrafos seleccionados, para a “residência artística” que engloba a atribuição de bolsas de viagem e estadia, a organização espera com este grupo lançar as bases para a criação de uma rede de fotógrafos e artistas emergentes dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP).
Durante as duas semanas de formação e produção, os participantes vão obter conhecimentos de modo a permitir o diálogo e partilha entre fotógrafos e artistas da comunidade africana de língua oficial portuguesa.
A iniciativa tem como objectivo “estimular o reconhecimento e a visibilidade internacional do trabalho autoral em fotografia, incentivar a mobilidade de artistas e obras de arte” e “promover a formação avançada ao nível da concepção, desenvolvimento e edição do projecto fotográfico”.
“A ‘residência artística Catchupa Factory’ visa, ainda, proporcionar um momento de imersão e um espaço de incentivo à criação artística para fotógrafos e artistas emergentes”, refere o comunicado de imprensa da Associação Olho-de-Gente, já citado, que escolheu para dirigir esse grupo de criadores-autores o sul-africano John Fleetwood. O curador e fotógrafo John Fleetwood é o director da plataforma “Photo”, que assume a orientação de projectos de fotografia e, nesse sentido, trabalha particularmente com fotógrafos emergentes. Foi, durante vários anos, o responsável da “Market Photo Workshop”, uma escola e galeria de arte também voltada para a criação de projectos.
Ao longo do seu percurso, tem assumido a curadoria e co-curadoria de eventos fotográficos importantes como a Bienal de Fotografia na Dinamarca (em 2016), a exposição de fotógrafos emergentes “Bamako Encounters” (em 2015) e a mostra “Photoquai 2013: África” (Paris, 2013), além de ser membro frequente de júri de concursos e de comissões para a nomeação de fotógrafos.
Durante as duas semanas do evento, os participantes vão trabalhar intensivamente na criação de projectos fotográficos que serão integrados no Catálogo Catchupa Factory 2017. A participação em exposições e estágios internacionais é também uma possibilidade.
O projecto conta com apoios da Fundação Calouste Gulbenkian, de Portugal, e do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas de Cabo Verde.

SAPO Angola

Tempo

Multimédia