Cultura

Celebrações arrancam amanhã em Luanda

Mário Cohen |

Um conjunto de actividades culturais e palestras vão ser realizadas a partir de amanhã e até ao próximo dia 25, na capital do país, pelo Governo da Província de Luanda (GPL), no quadro das celebrações do Dia da Cultura Nacional, que se comemora neste domingo e cujo acto central tem lugar em Cabinda.

Artistas da capital do país vão mostrar as suas criações artísticas na Feira de Arte e Cultura na Praça da Independência entre amanhã e domingo
Fotografia: João Gomes | Edições Novembro

O programa de actividades tem agendada para amanhã às 13h00, no Sítio Histórico da Batalha do Kifangondo, a realização de uma Feira Municipal da Cultura, com a duração de três dias, no município de Cacuaco. No mesmo dia, é inaugurada, às 10h00, na Praça da Independência em Luanda, a Feira de Arte e Cultura,  com a duração três dias.
Para amanhãs, às 15h00, está  programada a realização de uma palestra subordinada ao tema “Misoso Ni Jinongongo: Pedras angulares da filosofia cultural de Angola” a ser proferida por António Fonseca, no Centro Cultural Njinga Mbande, no Distrito Urbano do Rangel.
“As estratégias do Governo da Província de Luanda para o desenvolvimento do turismo interno” é o tema de uma palestra a ser realizada amanhã, às 16h00, no Sítio Histórico da Batalha do Kifangondo. No dia seguinte, no mesmo local, às 9h00, são proferidas as palestras “O papel das plataformas ecuménicas e o fenómeno religioso em Luanda” e “A medicina natural e a preservação da nossa matriz cultural”. A partir das 15h00, é realizado um show cultural com a participação de nomes sonantes da música nacional.
Entre as actividades a serem realizadas em Luanda, destacam-se a homenagem ao insigne homem de cultura e o primeiro Presidente da República, António Agostinho Neto, no domingo, às 9h30, no Memorial António Agostinho Neto; a Temporada de Teatro e Curso de Iniciação para Actores de Teatro, promovidas pelo grupo de Teatro & Cenas e a Comissão Administrativa da Cidade de Luanda, entre amanhã e domingo, no Espaço Cultural da Maianga. Para domingo está  programada uma   actividade denominada "Cultura ao ar livre", a partir das 11h00, no Marco Histórico 4 de Fevereiro, no município do Cazenga, exposição fotográfica sobre culturas africanas, no restaurante da Tucha, no Cazenga; visita aos monumentos e sítios de Luanda, nomeadamente Fortaleza da Muxima, Igreja da Nossa Senhora da Conceição da Muxima e monumento histórico (Sanza fya Mwgua) e a palestra “Trajectória histórico e cultural da Quiçama”.
No dia consagrado à efeméride, o Espaço Aplausos, na Cidade do Sequele, em Cacuaco, vai ser palco da exibições de espectáculos dramáticos pelo grupo Rupo Alfa Teatro e música gospel pelo Coral Aplausos, bem como declamação de poesia e a realização da palestra “Angolanidade: Um conceito que deve nos orgulhar”. O vice-presidente da Academia de Letras de Angola, Luís Kadjimbo, disserta sobre o tema “Culturas Transfronteiriças e a Preservação das Identidades, às 9h30, no Memorial António Agostinho Neto.
O director da Biblioteca Nacional, João Lourenço, profere uma palestra subordinada ao tema “As revoltas de Catete: Um olhar às fontes históricas”, na terça-feira, às 10h00, no Centro Cultural Dr. António Agostinho Neto, em Catete.
O programa prevê ainda a realização da palestra “A cultura como factor de unidade nacional”, no dia 12, no Comando da Região Militar de Luanda; espectáculos de dança nos dias 21, 22 e 25, no Palácio de Ferra, sede da Trienal de Luanda, e a momento cultural na Cadeia central de Luanda, com a peça “Hotel Komarka” do grupo Henrique Artes, no dia 24 deste mês.
O espectáculo “Hotel Komarka” narra a história de sete indivíduos, sendo seis homens e uma mulher dentro de uma cela, vivendo suas emoções, sonhos, tristezas e alegrias, mas sobretudo o desejo de liberdade por vias menos correctas.   
O Dia Nacional da Cultura Angolana foi instituído em 1986, em homenagem ao discurso pronunciado pelo primeiro presidente angolano e fundador da Nação, António Agostinho Neto, por ocasião da tomada de posse dos corpos gerentes da União dos Escritores Angolanos (UEA), a 8 de Janeiro de 1979, em Luanda.

Tempo

Multimédia