Cineasta Manoel de Oliveira é homenageado em França


17 de Novembro, 2014

Fotografia: Divulgação

O realizador português Manoel de Oliveira, o mais antigo profissional de cinema em actividade em todo o mundo, recebe em 9 de Dezembro as insígnias de Grande Oficial da Legião de Honra, a mais alta condecoração francesa.

Nanuel de Oliveira já foi agraciado com o grau de Comendador da Ordem da Legião de Honra atribuído em 2005 pelo Presidente Jacques Chirac.
Em 9 de Dezembro, a dois dias de completar 106 anos de vida, o realizador de “Vou para Casa” recebe as insígnias, atribuídas a título excepcional, desde 1802. “Recompensar uma carreira fora do comum” é a justificação para a distinção do Chefe do Estado francês, François Hollande, que é entregue pelo embaixador em Lisboa, Jean-François Blarel numa cerimónia no Museu de Serralves, onde está o acervo do realizador com vista à instalação de uma Casa do Cinema com o seu nome, já projectada por Álvaro Siza.
Esta nova homenagem de França a Manoel de Oliveira antecede a antestreia portuguesa, do seu mais recente filme, a curta-metragem “O Velho do Restelo”, no dia do seu aniversário, numa sessão especial na edição inaugural do Festival Porto/Post/Doc.
“O Velho do Restelo”, rodado no Porto, Portugal, na Primavera deste ano, teve estreia mundial no Festival de Cinema de Veneza.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA