''Cinquenta'' expõe vivências

Mário Cohen |
4 de Junho, 2015

Fotografia: Dombele Bernardo

Um conjunto de 26 imagens de fotojornalismo da autoria do fotografo “Cinquenta”, que espelha o quotidiano e a cultura do município do Nambuagongo, província do Bengo, estão patentes desde ontem e até dia 10 deste mês, no Salão Internacional de Exposição da União Nacional dos Artistas Plásticos (UNAP), em Luanda.

Intitulada “Nambuangongo: A Terra e a Gente”, a exposição fotográfica comporta imagens que mostram o ritual vivido pelos munícipes de Nambuangongo, que ainda hoje, em plena globalização, preservam os seus usos e costumes mantendo a forte tradição deixada pelos seus ancestrais.
As imagens de fotojornalismo de “Cinquenta” merecem um olhar cuidadoso pelo grande número de pessoas que atentamente procuram perceber a mensagem que o autor pretende transmitir com registo com a sua ferramenta de trabalha, como “três crianças com semblante alegre fazendo do rio por cima de uma montanha a sua maré para banhar, o camponês com os seus instrumentos a lavrar a terra e as grandes moradias construídas de pau-a-pique e barro”, escreveu Osvaldo Gonçalves no catálogo.
Avançou que depois do encerramento da exposição na UNAP, a mesma vai ficar patente de 11 a 20 deste mês, na Academia BAI, no Morro Bento, em Luanda.
“Cinquenta” tem 36 anos de carreira, todos feitos ao serviço do Jornal de Angola, foi galardoado, em 2010, com o Prémio Nacional de Jornalismo, do Ministério da Comunicação Social, na categoria de Fotojornalismo. No ano passado, o fotógrafo voltou a conquistar o Prémio Maboque de Jornalismo, na categoria de fotojornalismo.
De nome próprio Paulino Damião, “Cinquenta” nasceu na província do Bengo. Em 1980 foi enviado do Jornal de Angola a Moscovo para cobrir as Olimpíadas.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA